Outsider na Tailândia

Primeiras impressões sobre a Tailândia

Eu confesso que nunca experienciei nada como a Tailândia. E Bancoque, acredito, é um mundo à parte. Bancoque é uma cidade gigante. Outro dia, fui ao dentista, de táxi, demorei quase uma hora e meia para chegar (e o taxista, para variar, não conseguiu encontrar o endereço rsrs). No final das contas, eu tive que aprender a andar de metro (fiquei perdido por quase umas 3 horas, tentando encontrar a clínica e depois o lugar onde eu morava. Decidi morar um pouco afastado do centro, que é bem caótico e barulhento como São Paulo)…

Muitas pessoas, como eu, decidem ir à Tailândia para fazer tratamento de dente (não somos loucos! Só não somos obrigados a pagar o valor abusivo da maioria dos dentistas). O meu dentista, por exemplo, é formado nos EUA, tem mestrado, doutorado lá também, a clínica tem boa infraestrutura e todos aqueles certificados internacionais; mas o preço é bastante em conta). Há vários fóruns, na internet, de estrangeiros indicando clínicas e relatando as experiências deles (muita gente vem colocar facetas de porcelana, que, no Brasil, chega a custar entre 1000 a 2000 reais por dente e aqui o custo pode variar entre 700 a 300 reais. NÃO, não é de qualidade inferior ao material produzido no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo. O meu dentista (pesquisei muito até decidir fazer o tratamento com ele), por exemplo, na fabricação de coroas etc. importa, praticamente, a maioria dos materiais da Alemanha). Obviamente, deve haver profissionais ruins como em todos os lugares (tive uma experiência ruim com dentista na Europa, por exemplo). A Tailândia é muito conhecida, também, por ser um lugar que faz cirurgia de mudança de sexo, legalizada e permitida pelo governo. Na verdade, parece haver uma “falsa” aceitação sobre questões LGBT aqui. Outro dia, conheci uma modelo transgênero, ela me contou essas coisas que compartilho neste texto com vocês. A Tailândia é considerada a capital da beleza da Àsia, cirurgia de nariz, para aumentar os olhos são comuns. Na verdade, eles estão bastante ocidentalizados para o meu gosto.

A história do garoto espanhol que tinha um Buda tatuado no braço e não pode entrar no país ainda é uma discussão recente. Quando saí do aeroporto, vi um anúncio gigante dizendo que os estrangeiros deveriam respeitar a tradição tailandesa;a tatuagem do “Buda” representa uma “afronta” à cultura tailandesa. Achei interessante: em cada esquina por onde ando, há um “minitemplo”, igual a um “presépio” com um Buda. Nunca vi tanta comoção, há mais homenagens ao rei morto do que “minitemplos” pela cidade. Até na entrada do meu condomínio, há uma foto gigante do rei com flores brancas contrastando com as pedras pretas de mármore do edifício (ui rsrs).

No dia que me perdi pelo centro da cidade, rodei, rodei, saí perguntando em inglês, para as pessoas na rua, como chegar ao meu bairro (no caminho saía comprando tudo que via pela frente. Encontrei ovo rosa, fiquei empolgado, comprei, depois, quando abri, vi que era ovo choco, com o pintinho quase em formação (eca!). Acabei comprando um chip, fazendo mímica no mercado, e consegui me localizar melhor com o meu celular. Aprendi a agradecer, juntando as palmas das minhas mãos e abaixando o meu queixo até os dedos, fazendo carinha de pastelzinho ahauahauahau (achei tão bonitinho :)).

Cada compra saía por um valor mais barato do que outro. Apesar do medo (de pegar uma infecção alimentar, mas eu levei comprimido de carvão mineral comigo, baby 0/), parei em uns três restaurantes locais, aqueles com cadeiras de plástico e experimentei os apimentados (e muito doces) pratos tailandeses. MUITO BOM! Durante as várias vezes que fui ao mercado, percebi que eles vendem quase todos os itens em pequena quantidade. As porções de comida são muito pequenas, acredito que isso se articula ao estilo de vida deles, eles devem comer muitas vezes ao dia, em pouca quantidade, por isso são, geralmente, magros. Mas, para um atleta como eu rsrs, preciso, ao menos, de umas três refeições deles. Eles, também, consomem pouca proteína de carne, os pratos contêm mais carboidratos. Alguns Iogurtes têm gosto artificial. Alguns sucos têm gosto de remédio.

Poucas pessoas falam inglês, eu não entendo o sotaque. Mas todos são muito gentis e fazem mímica, sorriem bastante (ainda não identifiquei o sentido dos sorrisos, parecem todos iguais para mim). Um calor! O termômetro marca 30 graus, mas eu sinto que é 40 O.o. As calçadas não são lugares, somente, de pedestre, mas de motos também (isso mesmo), o trânsito até nas calçadas é muito louco por aqui rsrs.

Sinto um ar meio “OUTSIDER”. Na verdade, sempre me senti assim, mas parece que este é o meu lugar rsrs, eu me sinto bem normal na Tailândia. E eu nunca vi tanto estrangeiro OUTSIDER como aqui (parece que estão todos vivendo as suas realidades paralelas e é isso aí, todo mundo na sua, tranquilo rsrs, os tailandeses, também, são muito tranquilos, as pessoas não ficam olhando para você na rua como no Brasil, encarando ou te avaliando).

A arquitetura da cidade é bem diferente, eu me sinto naqueles episódios de Jaspion, com os carros coloridos e aqueles prédios estilo asiático, Power Rangers, fica algo assim no ar. Quando vejo algum estudante vestido de uniforme no metrô, fico lembrando do uniforme da Saylor Moon. Fiz amizade com umas pessoas muito interessantes, gente de boa energia. Não é aconselhável beber água da torneira. Os condomínios tailandeses são muito bonitos e modernos. Ainda quero ir à capital dos Nômades Digitais, Chiang Mai, para conhecer mais pessoas como eu. Quero fazer massagem tailandesa, aulas de meditação.

É tudo tão diferente que até sacar dinheiro no ATM do mercado é novidade ^^. (Aparecem umas opções com brindes rsrs, depois que você saca o dinheiro, mas eu acho que é propaganda enganosa, não quis arriscar).

Estou curtindo demais!

Bjs

Share on Facebook

Alguns trabalhos revisados em 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS). Escola de Educação Física. Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano. Mosiah Brentano Rodrigues. Programa Bolsa atleta e sua configuração no cenário esportivo brasileiro. Porto Alegre. 2016. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dissertação de Mestrado. (Revisão Ortográfica e Gramatical e Formatação conforme normas da ABNT).

Universidade de Brasília (UnB). Instituto de Letras. Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução. Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada. Camila Oliveira Macêdo. (RE)Planejamento de cursos de Português como Segunda Língua: uma perspectiva de política institucional. Brasília. 2016. Dissertação de Mestrado. Revisão Ortográfica e Gramatical.

Universidade Federal Fluminense. Wagner de Araujo Rezende. Laboratório de Tecnologia, Gestão de Negócios e Meio Ambiente. Mestrado em Sistemas de Gestão. Identificando padrões de comprometimento do Profissional em situação de crise econômica do mercado brasileiro: estudo de caso de uma empresa de varejo no estado do Rio de Janeiro. 2016. Revisão Ortográfica e Gramatical.

Universidade de Pernambuco. Leitura da farsa da boa preguiça como motivação ao letramento literário na EJA. Luzia Cristina Magalhães Medeiros. Dissertação de mestrado. 2016. (Revisão Crítica e Formatação conforme normas da ABNT).

Facultad Interamericana de Ciencias Sociales (FICS). Mestrado em Ciências da Educação. Luciana Carvalho dos Reis. A formação do leitor no Ensino Médio: competências e habilidades no Ensino de Literatura Machadiana. Asunción, Paraguay. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical).

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Bento Gonçalves. Rafael de Souza. Um olhar para a temática energia ao longo da história à luz da perspectiva ciência, tecnologia e sociedade. Trabalho de Conclusão de Curso. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical).

O processo de avaliação escolar: intervenção na EJA da E. M. Eurica Alves Moreira de MG. Nayara Cavalcanti Padro e Magna Campos. Trabalho de Conclusão de Curso. Artigo científico. Minas Gerais. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical e Formatação conforme normas da ABNT).

Universidade Federal de Ouro Preto. A instituição da prática pedagógica como principal eixo de reflexão da avaliação e aprendizagem da escola. Elis Regina Maia do Nascimento. Luciana Gomes Castanheira. Artigo científico. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical).

Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO). Deleze e Guattari: sobre a conjugação dos fluxos descodificados e a subjetividade capitalística. Artigo científico. Jonivan de Lima Santos. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical).

Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPTSP). Eduardo Briguenti Vieira. Análise Arquitetural de Sistemas de Localização para Ambientes Fechados. Dissertação de mestrado. Mestrado em Engenharia da Computação. São Paulo. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical).

Instituto de Ensino e Pesquisa (INPER). Programa de Mestrado Profissional em Economia. Karine Córdoba Thurler Farias. Abertura e Inflação. São Paulo. Dissertação de Mestrado. 2016. (Revisão Crítica e Formatação).

Fundação Dom Cabral (FDC). Paulo Henrique Souza. Análise Financeira do Projeto de Investimento de Capital na Unidade CIPATEX Adesivos. Nova Lima. 2016. (Revisão Ortográfica e Gramatical e Formatação).

O Céu não é o limite: vá mais além. Vilson Guedes. Livro. 2016. (Revisão Crítica).

Share on Facebook

Ser Nômade Digital enjoa?

Ficou de “saco cheio” da Tailândia? Pegue um avião e vá para outro país; cansou da Ásia? Vá para a Europa, cansou de tudo, quer ir ao Brasil? Vá ao Brasil (até você enjoar novamente rsrs) e, então, faça tudo novamente (ou não, experiencie novas rotas, novos lugares em um país. Você precisaria de, no mínimo, umas 200 vidas para conhecer todo o mundo. É, praticamente, impossível, mesmo que conheça todos os países do mundo, não encontrar uma razão para voltar a um local, porque, mesmo que você já tenha esgotado as possibilidades de passeios em um mesmo país/cidade, quando você voltar a um local, a sua experiência nunca será a mesma de antes, então, você, sempre, experienciará coisas novas. É por isso que viajar é algo que eu farei, SEMPRE, enquanto eu viver, porque é impossível enjoar de viajar, você pode querer descansar, por um tempo, mas “enjoar” não). É exatamente isso, nada é fixo e permanente. Os intervalos de tempo você decide, se quiser dividir o seu ano entre 6 meses no Brasil e 6 meses na Europa, é possível (mesmo sem passaporte Europeu, mas você terá de passar 3 meses em um país da Europa e 3 meses em outro que não pertença ao espaço de Schengen. Se você tiver toda a documentação corretamente e dinheiro, não será deportado, não terá problemas com imigração de país algum). No meio de todo esse “vai e vem”, você fará amizades, conhecerá pessoas e criará alguma ligação com algum lugar e acabará se sentindo (eu pelo menos me sinto assim) cidadão do mundo e terá alguns lugares favoritos no mundo para onde você, provavelmente, voltará algum dia (no meu caso: Brasil, Espanha e Croácia). Eu cansei, neste final de ano, de ficar “pulando para lá e para cá”, então, voltei para Sevilha, Espanha, onde tenho amigos.

Eu gosto de ficar mais tempo em um lugar, de 3 a 6 meses. Mais do que isso, me sinto em uma rotina, então, eu me mudo para me reinventar e me tornar mais produtivo. Quero ir ao Brasil no ano que vem, mas não consigo ficar mais do que 2 semanas na cidade onde os meus pais moram e, em Brasília, onde eu morava, eu não quero passar mais do que 1 semana, de lá vou ao Rio, do Rio a São Paulo e, de São Paulo, eu volto para algum país em qualquer lugar do mundo. Se com a idade eu pararei com isso? Acho que não. Pessoas mais velhas, também, viajam (mesmo que com menos frequência). E, mesmo que você fique, somente, 2 meses em um país, isso já o torna nômade, desde que você trabalhe, remotamente, nesse local, caso contrário, você será empreendedor digital que tirou férias em algum lugar ou, simplesmente, turista, mas não Nômade Digital.

Se for muito apegado à sua família ou for uma pessoa que gosta de viver em comunidades, talvez o Nomadismo Digital não seja uma opção, pelo menos não para viver mudando tanto. Mas cada um decide o seu ritmo como Nômade Digital. Alguns têm uma base onde permanecem por semanas, dias um ou dois anos e, posteriormente, voltam a viajar, porque têm a liberdade de trabalhar em qualquer lugar do mundo.

Share on Facebook

Mestrado Goiânia

Meus(minhas) queridos(as) seguidores(as), finalmente, com muito carinho e dedicação, eu desenvolvi esse curso que vocês tanto solicitaram. O curso busca responder os vários questionamentos, que tenho recebido por e-mail ao longo dos últimos quatro anos, de candidatos a uma vaga de mestrado em universidades federais brasileiras: USP, UNB, UFMG, UFRJ, UNICAMP, UFMT, UEG, UEL… Também compartilho muito do meu conhecimento como acadêmico e como aspirante a uma vaga de mestrado, em relação ao período de um ano em que me preparei para ser aprovado no processo seletivo de mestrado da UnB (Universidade de Brasília). Como vocês sabem, eu fui reprovado na primeira tentativa, mas não me faltou determinação para driblar todos os desafios e percorrer o meu sonho, mesmo trabalhando e atuando como Revisor de Texto, consegui ser aprovado em sétimo lugar no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UnB, área de concentração: texto, discurso e sociedade.

Em relação à trajetória individual de meus(minhas) seguidores(as), prestei consultoria para pessoas que tinham dificuldade em se organizar, dificuldade em desenvolver o pré-projeto, falta de motivação… pessoas apreensivas em relação à idade delas, conversei com senhoras de mais de 60 anos que pretendiam pleitear uma vaga em um Programa de Pós-graduação de instituição federal, enfim, os mais diversos perfis. Com base nesses perfis, eu decidi fazer este curso em formato MP3, para que você, especialmente você que não tem muito tempo, possa refletir sobre cada uma das etapas, desde a leitura do edital até o dia da entrevista. O curso está dividido em várias seções e, acredito, será um ótimo investimento tanto para o processo seletivo em si quanto para a sua vida acadêmica.

O curso é destinado àqueles que desejam ser aprovados em processo seletivo de mestrado (especialmente de universidade federal brasileira). Está segmentado em 15 seções em que exponho a minha experiência nesse processo, bem como respondo aos questionamentos de todos os meus leitores que, durante três anos, têm enviado vários questionamentos em meus sites relativos ao processo seletivo de mestrado.

——————————————————————————————————————–

CUSTO

250,00 reais

——————————————————————————————————————–

FORMAS DE PAGAMENTO

1. Transferência bancária

Agência: 3603-x, conta: 33.417-0. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco do Brasil).

ou

Agência 1584, conta: 07307-4. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco Itaú).

Obs: envie o comprovante de pagamento para o seguinte e-mail: andersonhander@gmail.com (o seu curso será enviado por e-mail, no horário comercial, durante a semana, após a confirmação do pagamento).

ATENÇÃO: se o seu banco não corresponder a nenhum dos bancos acima e você precisar identificar o depósito com cpf, encaminhe um e-mail para: andersonhander@gmail.com

Obs: não são aceitos depósitos, somente TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA.

2. Pagseguro

Parcelamento em até 24 vezes. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe um e-mailpara: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

3. Boleto bancário

Parcelamento em até 2 vezes sem juros. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe ume-mail para: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

ATENÇÃO: o curso será enviado para o seu e-mail (o arquivo contém 274 MB) durante o horário comercial, após confirmação de pagamento.

——————————————————————————————————————–

O CURSO ESTÁ SEGMENTADO NAS SEGUINTES SEÇÕES:

1. Edital.
2. Bagagem acadêmica.
3. O que dizer para a banca examinadora?
4. O perfil do cientista.
5. Dicas de estudo e organização do cronograma de seu pré-projeto.
6. Prova discursiva.
7. Prova de Língua Estrangeira.
8. Metodologia: algumas reflexões.
9. Quem passa?
10. E se eu for aprovado?
11. Motivação.
12. Como elaborar pré-projeto 1 (dicas)?
13. Como elaborar pré-projeto 2 (dicas)?
14. Como elaborar pré-projeto 3 (dicas)?
15. Reflexões finais.

Alguns questionamentos que busco responder nos áudios: Por que fazer mestrado? Estou preparado para entrar no mestrado? Será possível conciliar trabalho e estudo? Quais desafios encontrarei durante o mestrado? O mestrado poderá mudar a minha vida?  Como interpretar o edital e como orientar-me em relação ao meu recorte temático com base no edital?  Como poderia ser um bom currículo? Como eu ainda posso melhorar o meu currículo? Como me apropriar de minhas experiências acadêmicas para convencer a banca sobre a minha capacidade no dia da entrevista? O que devo dizer (e não dizer) para a banca examinadora? Como devo estudar? Como gerir o meu tempo para me dedicar ao mestrado? Como me organizar para estudar? Como desenvolver o cronograma de meu pré-projeto (se o edital solicitar)? Qual será a abordagem de minha pesquisa? Que tipo de pesquisa desenvolverei? A minha pesquisa está articulada à linha de pesquisa à qual pretendo aplicar? O que é o pré-projeto? Quais as características desse gênero textual?

Obs: curso em formato MP3, cada áudio tem duração de 10 a 22 minutos.

Share on Facebook

Mestrado Recife

Mestrado Recife

Meus(minhas) queridos(as) seguidores(as), finalmente, com muito carinho e dedicação, eu desenvolvi esse curso que vocês tanto solicitaram. O curso busca responder os vários questionamentos, que tenho recebido por e-mail ao longo dos últimos quatro anos, de candidatos a uma vaga de mestrado em universidades federais brasileiras: USP, UNB, UFMG, UFRJ, UNICAMP, UFMT, UEG, UEL… Também compartilho muito do meu conhecimento como acadêmico e como aspirante a uma vaga de mestrado, em relação ao período de um ano em que me preparei para ser aprovado no processo seletivo de mestrado da UnB (Universidade de Brasília). Como vocês sabem, eu fui reprovado na primeira tentativa, mas não me faltou determinação para driblar todos os desafios e percorrer o meu sonho, mesmo trabalhando e atuando como Revisor de Texto, consegui ser aprovado em sétimo lugar no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UnB, área de concentração: texto, discurso e sociedade.

Em relação à trajetória individual de meus(minhas) seguidores(as), prestei consultoria para pessoas que tinham dificuldade em se organizar, dificuldade em desenvolver o pré-projeto, falta de motivação… pessoas apreensivas em relação à idade delas, conversei com senhoras de mais de 60 anos que pretendiam pleitear uma vaga em um Programa de Pós-graduação de instituição federal, enfim, os mais diversos perfis. Com base nesses perfis, eu decidi fazer este curso em formato MP3, para que você, especialmente você que não tem muito tempo, possa refletir sobre cada uma das etapas, desde a leitura do edital até o dia da entrevista. O curso está dividido em várias seções e, acredito, será um ótimo investimento tanto para o processo seletivo em si quanto para a sua vida acadêmica.

O curso é destinado àqueles que desejam ser aprovados em processo seletivo de mestrado (especialmente de universidade federal brasileira). Está segmentado em 15 seções em que exponho a minha experiência nesse processo, bem como respondo aos questionamentos de todos os meus leitores que, durante três anos, têm enviado vários questionamentos em meus sites relativos ao processo seletivo de mestrado.

——————————————————————————————————————–

CUSTO

250,00 reais

——————————————————————————————————————–

FORMAS DE PAGAMENTO

1. Transferência bancária

Agência: 3603-x, conta: 33.417-0. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco do Brasil).

ou

Agência 1584, conta: 07307-4. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco Itaú).

Obs: envie o comprovante de pagamento para o seguinte e-mail: andersonhander@gmail.com (o seu curso será enviado por e-mail, no horário comercial, durante a semana, após a confirmação do pagamento).

ATENÇÃO: se o seu banco não corresponder a nenhum dos bancos acima e você precisar identificar o depósito com cpf, encaminhe um e-mail para: andersonhander@gmail.com

Obs: não são aceitos depósitos, somente TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA.

2. Pagseguro

Parcelamento em até 24 vezes. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe um e-mailpara: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

3. Boleto bancário

Parcelamento em até 2 vezes sem juros. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe ume-mail para: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

ATENÇÃO: o curso será enviado para o seu e-mail (o arquivo contém 274 MB) durante o horário comercial, após confirmação de pagamento.

——————————————————————————————————————–

O CURSO ESTÁ SEGMENTADO NAS SEGUINTES SEÇÕES:

1. Edital.
2. Bagagem acadêmica.
3. O que dizer para a banca examinadora?
4. O perfil do cientista.
5. Dicas de estudo e organização do cronograma de seu pré-projeto.
6. Prova discursiva.
7. Prova de Língua Estrangeira.
8. Metodologia: algumas reflexões.
9. Quem passa?
10. E se eu for aprovado?
11. Motivação.
12. Como elaborar pré-projeto 1 (dicas)?
13. Como elaborar pré-projeto 2 (dicas)?
14. Como elaborar pré-projeto 3 (dicas)?
15. Reflexões finais.

Alguns questionamentos que busco responder nos áudios: Por que fazer mestrado? Estou preparado para entrar no mestrado? Será possível conciliar trabalho e estudo? Quais desafios encontrarei durante o mestrado? O mestrado poderá mudar a minha vida?  Como interpretar o edital e como orientar-me em relação ao meu recorte temático com base no edital?  Como poderia ser um bom currículo? Como eu ainda posso melhorar o meu currículo? Como me apropriar de minhas experiências acadêmicas para convencer a banca sobre a minha capacidade no dia da entrevista? O que devo dizer (e não dizer) para a banca examinadora? Como devo estudar? Como gerir o meu tempo para me dedicar ao mestrado? Como me organizar para estudar? Como desenvolver o cronograma de meu pré-projeto (se o edital solicitar)? Qual será a abordagem de minha pesquisa? Que tipo de pesquisa desenvolverei? A minha pesquisa está articulada à linha de pesquisa à qual pretendo aplicar? O que é o pré-projeto? Quais as características desse gênero textual?

Obs: curso em formato MP3, cada áudio tem duração de 10 a 22 minutos.

Share on Facebook

Mestrado São Paulo

Mestrado São Paulo

Meus(minhas) queridos(as) seguidores(as), finalmente, com muito carinho e dedicação, eu desenvolvi esse curso que vocês tanto solicitaram. O curso busca responder os vários questionamentos, que tenho recebido por e-mail ao longo dos últimos quatro anos, de candidatos a uma vaga de mestrado em universidades federais brasileiras: USP, UNB, UFMG, UFRJ, UNICAMP, UFMT, UEG, UEL… Também compartilho muito do meu conhecimento como acadêmico e como aspirante a uma vaga de mestrado, em relação ao período de um ano em que me preparei para ser aprovado no processo seletivo de mestrado da UnB (Universidade de Brasília). Como vocês sabem, eu fui reprovado na primeira tentativa, mas não me faltou determinação para driblar todos os desafios e percorrer o meu sonho, mesmo trabalhando e atuando como Revisor de Texto, consegui ser aprovado em sétimo lugar no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UnB, área de concentração: texto, discurso e sociedade.

Em relação à trajetória individual de meus(minhas) seguidores(as), prestei consultoria para pessoas que tinham dificuldade em se organizar, dificuldade em desenvolver o pré-projeto, falta de motivação… pessoas apreensivas em relação à idade delas, conversei com senhoras de mais de 60 anos que pretendiam pleitear uma vaga em um Programa de Pós-graduação de instituição federal, enfim, os mais diversos perfis. Com base nesses perfis, eu decidi fazer este curso em formato MP3, para que você, especialmente você que não tem muito tempo, possa refletir sobre cada uma das etapas, desde a leitura do edital até o dia da entrevista. O curso está dividido em várias seções e, acredito, será um ótimo investimento tanto para o processo seletivo em si quanto para a sua vida acadêmica.

O curso é destinado àqueles que desejam ser aprovados em processo seletivo de mestrado (especialmente de universidade federal brasileira). Está segmentado em 15 seções em que exponho a minha experiência nesse processo, bem como respondo aos questionamentos de todos os meus leitores que, durante três anos, têm enviado vários questionamentos em meus sites relativos ao processo seletivo de mestrado.

——————————————————————————————————————–

CUSTO

250,00 reais

——————————————————————————————————————–

FORMAS DE PAGAMENTO

1. Transferência bancária

Agência: 3603-x, conta: 33.417-0. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco do Brasil).

ou

Agência 1584, conta: 07307-4. Anderson Hander Brito Xavier. (Banco Itaú).

Obs: envie o comprovante de pagamento para o seguinte e-mail: andersonhander@gmail.com (o seu curso será enviado por e-mail, no horário comercial, durante a semana, após a confirmação do pagamento).

ATENÇÃO: se o seu banco não corresponder a nenhum dos bancos acima e você precisar identificar o depósito com cpf, encaminhe um e-mail para: andersonhander@gmail.com

Obs: não são aceitos depósitos, somente TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA.

2. Pagseguro

Parcelamento em até 24 vezes. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe um e-mailpara: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

3. Boleto bancário

Parcelamento em até 2 vezes sem juros. Para pagamento pelo pagseguro, encaminhe ume-mail para: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

ATENÇÃO: o curso será enviado para o seu e-mail (o arquivo contém 274 MB) durante o horário comercial, após confirmação de pagamento.

——————————————————————————————————————–

O CURSO ESTÁ SEGMENTADO NAS SEGUINTES SEÇÕES:

1. Edital.
2. Bagagem acadêmica.
3. O que dizer para a banca examinadora?
4. O perfil do cientista.
5. Dicas de estudo e organização do cronograma de seu pré-projeto.
6. Prova discursiva.
7. Prova de Língua Estrangeira.
8. Metodologia: algumas reflexões.
9. Quem passa?
10. E se eu for aprovado?
11. Motivação.
12. Como elaborar pré-projeto 1 (dicas)?
13. Como elaborar pré-projeto 2 (dicas)?
14. Como elaborar pré-projeto 3 (dicas)?
15. Reflexões finais.

Alguns questionamentos que busco responder nos áudios: Por que fazer mestrado? Estou preparado para entrar no mestrado? Será possível conciliar trabalho e estudo? Quais desafios encontrarei durante o mestrado? O mestrado poderá mudar a minha vida?  Como interpretar o edital e como orientar-me em relação ao meu recorte temático com base no edital?  Como poderia ser um bom currículo? Como eu ainda posso melhorar o meu currículo? Como me apropriar de minhas experiências acadêmicas para convencer a banca sobre a minha capacidade no dia da entrevista? O que devo dizer (e não dizer) para a banca examinadora? Como devo estudar? Como gerir o meu tempo para me dedicar ao mestrado? Como me organizar para estudar? Como desenvolver o cronograma de meu pré-projeto (se o edital solicitar)? Qual será a abordagem de minha pesquisa? Que tipo de pesquisa desenvolverei? A minha pesquisa está articulada à linha de pesquisa à qual pretendo aplicar? O que é o pré-projeto? Quais as características desse gênero textual?

Obs: curso em formato MP3, cada áudio tem duração de 10 a 22 minutos.

Share on Facebook

Macapá Revisão de Texto

Macapá Revisão de Texto

Somos um grupo de revisores da UnB (Universidade de Brasília), da graduação e da pós-graduação. Trabalhamos com revisão de texto há cinco anos. Revisamos monografias, teses, dissertações, livros, anúncios publicitários, redações de vestibulares (atuamos em 2013 no processo de correção de redações do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)) e também prestamos serviços de revisão para órgãos públicos.

Obs: possuímos CNPJ, atestado de capacitação técnica, emitimos nota fiscal e, também, temos registro no CNPq (clique na imagem à direita para visualizar).

Atenção: nós não elaboramos trabalhos acadêmicos. Isso é uma atividade ILEGAL.

Valores e serviços 

1 – formatação (conforme a ABNT, APA, Vancouver ou manual desejado): 3,00 reais a lauda. Inclui formatação conforme as Normas da ABNT ou manual desejado;

2 – revisão ortográfica e gramatical: 5,00 reais a lauda. Inclui revisão ortográfica conforme o Novo Acordo Ortográfico, observação de aspectos de concordância/regência nominal e verbal, crase, pontuação e outros aspectos gramaticais relativos à linguagem do gênero textual proposto;

3 –  revisão ortográfica e gramatical  + formatação (ABNT ou manual desejado): 7,00 reais a lauda.  Inclui revisão 2 + formatação (ABNT/outros);

4 –  revisão crítica: 10,00 reais a lauda. Inclui revisão 1, além de sugestões estilísticas, *reescrita/sugestão de reescrita de parágrafos mal elaborados, adequação vocabular, progressão textual e aspectos de coesão e coerência. Essa revisão também inclui sugestões e dicas em relação ao gênero textual proposto;

5 – revisão crítica + formatação (conforme ABNT ou manual desejado): 12,00 reais a lauda.  Inclui revisão 4 e contempla algumas questões relativas à padronização de seu texto que não são estabelecidas, por exemplo, pelas normas da ABNT (ou pela maioria dos manuais universitários) e por manuais gramaticais ou ortográficos, como é o caso de uniformização de siglas, uniformização de pontuação ao final de enumeração, uniformização de iniciais minúsculas ou maiúsculas, uniformização de extensão de parágrafos, enfim, questões relacionadas à lógica organizacional do próprio texto e de seus elementos;

6 – revisão de redação: 40,00 reais por página. Corrigimos a sua redação conforme padrão de correção do ENEM, UnB ou universidade desejada. O serviço inclui revisão ortográfica e gramatical, contemplando os seguintes aspectos: novo acordo ortográfico, observação de adequação vocabular, comandos da proposta de redação, adequação vocabular, coesão e coerência, observação a respeito de regras de pontuação, uso de crase, regência verbal e nominal, e concordância verbal e nominal. O serviço também inclui crítica em relação ao conteúdo do texto (feitas por meio de caixas de comentários), bem como adequação da linguagem ao gênero textual proposto. Para cada redação revisada, poderá ser encaminhada, gratuitamente, uma nova versão reescrita desse texto com base nas considerações propostas pelo revisor;

7 – revisão de anúncios publicitários: 50,00 reais por anúncio. O serviço inclui avaliação crítica a respeito da lógica organizacional do anúncio: estética, significação de cores, coesão e coerência, articulação entre linguagem verbal e não verbal, adequação de linguagem verbal e não verbal ao público-alvo. Também serão analisados os sentidos revelados pelo anúncio. Além das indicações de correção no próprio anúncio, o cliente receberá um relatório crítico contemplando todos os aspectos de análise.

Obs: 1 lauda = 1.300 caracteres

* Em virtude do conteúdo do texto, alguns períodos terão de ser reescritos pelo próprio autor.

Em arquivo Word, as alterações são marcadas por meio da ferramenta REVISÃO. Em alguns casos, haverá sugestões em caixas de comentários do documento, que precisam de mediadas pelo escritor. Após a finalização de nosso serviço, basta ACEITAR ou RECUSAR as alterações realizadas(em caso de dúvidas, nós iremos auxiliá-lo(a), nesse processo).

Esse processo é importante para que você visualize as alterações feitas em seu texto para compará-las, se desejar, com o seu texto original.

Em arquivo Pdf, há apenas sugestões de reescrita em caixas de comentário.

Se você desejar personalizar essa etapa, envie-nos a sua sugestão e as marcações da revisão serão adequadas às suas necessidades. Caso seja solicitado, também oferecemos pacotes de revisão personalizados. Envie-nos um e-mail para solicitar um orçamento.

O seu texto será lido por dois revisores, o que garante maior eficácia à revisão.

ATENÇÃO: NÃO oferecemos “revisões infinitas”. Cada revisão custa um valor. Consideramos revisão de texto como um processo e não como um resultado absoluto, quantitativo e positivista. Não compartilho do pensamento de alguns que consideram-me como um MESSIAS de seus textos mal escritos, um Zaratustra vernáculo cimarrón que faz “milagres textuais”. O texto, antes de qualquer revisão, é produto da subjetividade humana e a linguagem de cada texto depende do gênero textual proposto.

Orçamento

Após abrir o seu documento, clique na última página, pois, às vezes, o word não faz a contagem corretamente dos caracteres.

Para conferir a quantidade de caracteres de seu documento, clique, na barra de documento do Word, em “palavras” (Em caso de documento PDF/outros, envie-nos um e-mail: andersonhander@gmail.com).

Sem título

Em seguida, será aberta a seguinte caixa de diálogo:

Sem título

Divida a quantidade de caracteres com espaços por 1.450 (1 lauda = 1.450 caracteres) e multiplique o valor obtido pelo valor da revisão desejada: esse será o valor final.

Se desejar, envie-nos o seu documento e faremos o seu orçamento.

Formas de pagamento

À vista ou em até 12 vezes no cartão de crédito (visa/mastercard).

Prazos de entrega 

Os nossos prazos são variáveis, mas, em média, para cada 100 laudas, solicitamos prazo mínimo de 4 dias.

ATENÇÃO, se você necessita de prazos inferiores aos que informamos, cobramos adicional de 1,50 por lauda sobre o serviço, se pudermos atendê-lo(a).

CONTATOS

https://www.facebook.com/profile.php?id=100006847726138

Telefones: (61) 91236091 (Whatsapp)

E-mail: andersonhander@gmail.com ou servicos@criteriorevisao.com.br

 

Share on Facebook

Retrospectiva 2016: 1 ano como Nômade Digital

Retrospectiva 2016: 1 ano como Nômade Digital

Nômade Digital

Galera, eu comecei a viver como Nômade Digital em novembro do ano passado, quando, em uma segunda-feira de trabalho em casa (4 anos trabalhando em casa, naquela época), eu percebi que, mesmo tendo que produzir, poderia trabalhar no ônibus/avião, enquanto eu viajava, no hotel de onde eu estivesse, em qualquer lugar do Brasil (eu não tinha entendido, ainda, o poder que eu tinha em minhas mãos trabalhando remotamente e que os indexadores do Google, depois de muitos anos de investimento, mais de sete, transformariam a minha vida. Eu comecei a empreender pela internet em 2006 e só obtive retorno suficiente para viver disso em 2012/2013). Não havia mais barreiras para mim, pois a internet tinha me alavancado (eu só não tinha percebido isso, ainda, e ficava trabalhando em casa). Estava cansado de Brasília e saturado com o preço elevado de tudo por lá. Peguei um ônibus para o Sul com destino a Londrina (cheguei a cogitar viver em Curitiba, mas não gosto de viver em cidades muito grandes e sei que teria de enfrentar, nesse caso, o problema da violência dos grandes centros urbanos brasileiros).

Viajei para Londrina, coloquei o meu gato dentro da caixinha de viagem dele e entrei no ônibus com o meu notebook na mochila (acho que, a essas alturas, ele era o único ser ao qual eu ainda tinha “apego” e um sentimento errado de “posse” na vida). Tive de me desapegar dele meses depois (e de outras pessoas, também, especialmente, algumas que me faziam mal). Aluguei um apartamento muito mais barato do que onde eu vivia em Brasília, em uma área tão nobre quanto o sucateado Plano Piloto (beijos ahaha) e a minha qualidade de vida aumentou bastante. Apesar de estar satisfeito com a cidade, eu, ainda, não sentia que aquele era o meu lugar (hoje tenho dois lugares favoritos no mundo e tenho planos de ter uma base nesses lugares, mas, jamais, deixar de viajar). Voltei a Brasília em janeiro, fiquei lá por 2 meses, trabalhando em casa e refletindo muito (já fazia mais de 4 anos que eu trabalhava em casa). Comprei uma passagem de avião (claro que não foi rápido desse jeito rsrs) e fui para a Alemanha começar a viver como nômade. Eu nunca pensei que fosse dar certo, tive muito medo, mas eu percebi que eu não precisava estar em uma cidade que não gosto, pagando um preço muito alto por tudo e não ter qualidade de vida; vivia reclamando de tudo nessa época.

Aprendi, como nômade, a ter muita confiança em mim, especialmente, porque percebi que eu sou autossuficiente. Sou capaz, com a minha própria produção, por meio da internet, de viver em QUALQUER LUGAR DO MUNDO e VIVER DO QUE EU MESMO PRODUZO O/ (Isso é tão maravilhoso). Além disso, eu trabalho muito mais feliz, porque eu, simplesmente, posso viver em um lugar que me faz bem, que eu mesmo escolho, ANYWHERE. Parece ilusório e impossível ou muito marketing da minha parte, mas não é. Se você consegue produzir, em sua área, remotamente, viver na Europa e em muitos lugares do mundo é MAIS BARATO DO QUE VIVER NO BRASIL.

Mas viver como nômade também tem o seu lado difícil, que, também, me trouxe muito crescimento. Apesar de passar muito tempo sozinho em alguns países onde eu não pude interagir muito, seja porque eu não me identifiquei muito com a cultura local ou porque eu tinha muito trabalho, eu me tornei TÃO INDEPENDENTE. Acho que isso é uma das coisas mais positivas que aprendi vivendo todo esse tempo na Europa. Os europeus estão em um estágio de independência anos luz de nós brasileiros. Isso é uma questão cultural, claro. No início, pensei que as minhas relações com as pessoas seriam muito superficiais, porque vivo “pulando para lá e para cá”, mas fiz amigos com quem posso contar hoje em vários lugares do mundo (eu os visito, eles me visitam 😀). E posso voltar, sempre, não há uma sentença definitiva para mim. Por exemplo, depois de Budapeste, eu voltei para Sevilha, na Espanha, para rever amigos e ter uma nova experiência nesse lugar, com a lembrança do que eu já vivi (nossa, o céu de Sevilha *.*, a maneira pela qual as pessoas vivem e com a decoração de natal :*. Já reinventei na minha cabeça essa cidade novamente).

Saudades da família? Sim, mas eu os via de três em três meses no Brasil e, embora sejamos conectados, como saí de casa muito cedo e vivi, distante, em outra cidade, durante anos, eu não sou tão apegado a eles e, hoje, tenho em mente que família, também, é termo que se refere àqueles que me fazem bem, amigos, a quem gosto, a quem estimo; e a noção de casa, para mim, independe do que eu “tenho” (complexo isso, né rsrs?). Mas a cada apartamento/casa que eu me mudo, com móveis que não são meus, com coisas que não são minhas, eu, mesmo assim, me sinto em casa, porque este é o meu lugar, que eu PAGUEI, COM O MEU DINHEIRO, é o lugar onde eu construirei as minhas memórias, onde eu terei uma história. Nos primeiros dias, não é fácil me acostumar, mas, depois, já crio uma intimidade com o lugar que… o mesmo digo em relação às ruas por onde passo, às academias em que malho (nossa, quando eu me lembro de uma academia chamada GYM4U na Croácia, parece uma coisa boba, mas tenho tantas memórias boas do caminho de minha casa para essa academia e da academia em si…).

Ás vezes, vivo em países mais pobres para equilibrar as minhas finanças, (senão a grana some rsrs, porque eu recebo em real), ainda mais pagando impostos tão altos no Brasil, mas posso, ao menos duas vezes ao ano, escolher onde eu quero viver por 6 meses. Vivi em países baratos, caríssimos, mas, sempre, mantive o meu equilíbrio financeiro em relação ao meu estilo de vida, eu, de verdade, não preciso de muito para viver. De vez em quando, fiz algumas coisas fúteis e caras, porque eu mereço rsrs. Fiz o meu balanço financeiro anual e, pasmem, eu gastei menos no exterior neste ano do que no Brasil no ano passado, pelo menos uns 7 mil reais a menos (não é uma diferença tão grande, mas convenhamos que a minha qualidade de vida, em relação a estar em casa em Brasília, reclamando da vida e do meu arredor, mudou muito).

Aprendi, nesse tempo, como nômade, que, por mais que as minhas emoções e que esse sentimento de pertencimento à humanidade tentem me fazer permanente, neste espaço e tempo, eu, você e toda a humanidade não SOMOS, nós, apenas, estamos (de PASSAGEM), o que permanece é o que construímos, o que deixamos (não estou falando de herança, ok?) para a próxima geração (tenhamos nós filhos ou não rsrs). Aprendi muito sobre mim como nômade, de uma maneira que sei que poucos podem experienciar. Agora, ao final do ano, eu fiquei um pouco cansado de mudar tanto, mas é possível ser nômade mesmo tendo uma base em um lugar. Há várias maneiras de experienciar o Nomadismo Digital.

Abraço a todos.

Share on Facebook

Resumo de TCC, Dissertação e Tese

Oito dicas para que você possa elaborar o resumo de seu trabalho acadêmico (TCC, Dissertação e Tese) corretamente:

  1. O resumo não deve ser dividido em parágrafos. Escreva-o em um texto só, dividindo as orações do texto por meio de ponto final;
  2. As normas da ABNT sugerem que o resumo de TCC, Dissertação e Tese não deve ultrapassar a quantidade de 500 palavras. Para os resumos de artigos científicos, deve-se utilizar até 250;
  3. Não confunda resumo com introdução. O resumo servirá para orientar o futuro pesquisador que poderá consultar o seu texto em busca de alguma informação para a pesquisa dele;
  4. Basicamente, você deverá explanar o recorte temático de seu trabalho no resumo, apresentar algum referencial teórico, expor a metodologia e apresentar alguma consideração final.
  5. As palavras-chave devem ser elencadas com base no recorte temático do trabalho.
  6. Cuidado! Evite utilizar Google Tradutor, sem o olhar do profissional da Tradução, para a realização de seu abstract. Vejo que muitos estudantes têm, simplesmente, copiado a tradução do Google Tradutor para os seus trabalhos.
  7. Utilize linguagem formal para redigir o seu resumo, mesmo que o seu trabalho seja redigido em primeira pessoa do singular, em virtude do novo paradígma científico na escrita de textos acadêmicos, especialmente no caso das ciências humanas, mantenha o texto do resumo em terceira pessoa.
  8. O resumo deve ser mais genérico, busque desenvolvê-lo, lembrando-se de que o seu interlocutor não leu, ainda, o seu trabalho.

Fundamente

Vejam, também, o meu vídeo no Youtube e se inscrevam em meu canal:

Exemplo de texto de resumo:

resumo

Share on Facebook

Adeus Kosovo: diário de um nômade

O que eu posso dizer sobre Kosovo? Eu me surpreendi, mas não sentirei saudades como sinto da Croácia. Kosovo foi a experiência mais exótica que já vivenciei até hoje. O centro de Kosovo é muito bonito. As pessoas se vestem muito bem (eu fiquei me perguntando como, sendo Kosovo o país mais pobre da Europa. Mas depois eu lembrei que eu estava na capital, no centro, enfim. Também tive de rever o meu conceito de pobreza, ainda mais se comparado ao Brasil).

Eu acho que quem quer gastar pouco e ter uma experiência bem diferente vale muito a pena visitar Kosovo. Imaginem uma cidade em que mais do que metade da população é composta por jovens entre 20 a 40 anos: Kosovo. Os preços lá são tão baixos que parece piada… A cidade é lotada de cafés, restaurantes. Eu pagava 2 euros para fazer uma refeição em um restaurante bom. Pena que eu não podia levar mais uma mala, porque eu vi cada casaco lindo por 140 reais, em lojas locais, casacos grossos, de bom material.

Vou guardar a lembrança de Pristina, capital de Kosovo, andando na rua, como se eu estivesse em um desfile de moda de inverno europeu, com pessoas extremamente bonitas (pelo menos para o que eu considero beleza), muito bem vestidas, em um cenário um pouco apocalíptico de Guerra, especialmente em regiões um pouco distantes do centro. É um verdadeiro choque cultural e visual. Muitas pessoas falavam inglês, foram receptivas comigo, na academia, na rua, no meu prédio.

Eles se dizem muçulmanos, mas não são muito praticantes, pelo menos não em Pristina, nas cidades próximas à capital, sim. Interagi mais com estrangeiros do que com os locais. A capital de Kosovo é segura, policiamento nas ruas, não me senti ameaçado em nenhum momento. Valeu a experiência 😀.

Share on Facebook