Belfast, Irlanda do Norte

centro

Galera, esse país é espetacular! De todos os países da Europa que estive, este foi um dos meus favoritos. Os Irlandeses são um povo muito interessante e eles usam umas roupas muito estilosas. Eu até aderi à moda e comprei uma calça skinny estilo meio punk. Na verdade, em todas as lojas que entrei, dificilmente, encontrei uma calça que não fosse skinny, parece que é a preferência nacional.

Belfast1

A moeda da Irlanda do Norte é a Libra Esterlina e, embora esta seja bastante valorizada, o preço de alimentação, hotéis, roupas, passeios e tudo o mais é barato (não acreditei rsrs). Comprei roupas boas pelo mesmo preço que no Brasil. Encontrei calças na promoção a partir de 25 reais O.o. Comprei uns casacos lindos por 30 reais. E os estilos das roupas são muito diferentes do que estamos acostumados. Eu achei muito ousado o estilo das vestimentas deles.

church3

Eu fui muito bem atendido em todos os lugares por onde passei: restaurantes, lojas, cafés, hotéis, pelos motoristas de ônibus. As pessoas foram muito receptivas. E eu tive muito medo de não serem em virtude dos conflitos políticos e religiosos que constantemente acontecem por lá. Cheguei em um sábado e, no domingo, quando olhei ao meu redor, pensei estar em um cenário de guerra. No centro da cidade, havia “tanques” de guerra por todos os lados limitando o acesso a algumas ruas, helicópteros, repórteres e policiais por todas as partes. Um espanhol que morava lá há mais de 20 anos me disse que o motivo para tudo isso devia-se a uma marcha religiosa O.o

DSC_0071

churchcenter

Essa região é a prova viva de que o fundamentalismo religioso não é apenas característica dos países do oriente médio, constitui no ocidente uma das mais expressivas manifestações fundamentalistas religiosas. No passado, houve muitos conflitos em Belfast, a cidade foi bombardeada várias vezes por grupos políticos envolvidos em questões religiosas, muitas pessoas foram mortas. Basicamente, a própria cidade é dividida entre protestantes e católicos. Há uma infinidade de igrejas por todos os lados e bairros que são, predominantemente, católicos ou protestantes.

IMG_0231 (2)

IMG_0246

Os protestantes se dizem britânicos e os católicos, irlandeses. Mas a questão da identidade por lá é muito mais complexa do que isso. Vale ressaltar que a irlanda do Norte faz parte do Reino Unido e é comandada pela Rainha, o que reflete a maior influência protestante por lá, que se dizem mais “britânicos”. É como o ganhador do nobel da paz de lá, primeiro ministro David Trimble, disse: “lugar frio para católicos”.

IMG_0261

IMG_0263

Ah, detalhe, não me perguntaram se sou católico, e não fui agredido por nenhum bêbado na rua por isso (na verdade, achei a cidade bastante segura e o povo de lá bastante receptivo com os turistas). Na verdade, muita coisa mudou nas últimas décadas em relação a esses conflitos e a cidade está mais receptiva aos turistas, embora a consciência deles, segundo o que ouvi e pecebi, continue a mesma. Por isso, o que deveria ser uma marcha parece um cenário de guerra, ainda hoje.

IMG_0279

Belfast é um lugar tão bonito, nem vale a pena ficar comentando esses fatos, a não ser por uma questão história de conhecimento. Foi um pouco lamentável procurar o centro da cidade e deparar-me com policiais, tanques, helicópteros e ser impedido de passar por determinadas ruas (tenso :O).

IMG_0265

Eles têm o maior orgulho por serem a cidade de onde saiu o Titanic (eu não quis conhecer parque, museu do Titanic etc. Às vezes, fico saturado desses programas de turistas :S. Preferi ficar andando pela rua…). Irlandeses adoram contar uma história e são muitas, preparem-se rsrs (o problema é a velocidade que eles falam e o sotaque, difícil para quem está acostumado com o inglês americano). Toda hora eu dizia: “Could u speak slowly please, I didn’t understand… kkk).

IMG_0293

Para ir do aeroporto ao centro, guardem cerca de 5 libras de ônibus. Os ônibus são lindos, enormes e funcionam, somente, até as 22 horas. Os ônibus custam por volta de 2 libras. Depois desse horário, você terá de pagar um táxi. Do centro ao aeroporto, um táxi custa por volta de 20 libras, ou seja, cerca de 100 reais. Em relação ao valor dos táxis na Islândia e Suiça, achei o preço bom.

Jpeg

Jpeg

Cuidado com algumas áreas à noite. Não pense estar na Suiça ou na Islândia. Os próprios nativos disseram-me que eu deveria me preocupar em algumas áreas, mas como em qualquer outro lugar do Mundo.
Encontrei muitos indianos e árabes por lá.

IMG_0295

O centro da cidade tem tantas lojas e é tão lindo e diferente que é preciso de mais de 2 dias para visitá-lo. A arquitetura da cidade é fasciante. As casas, as igrejas, o estilo das pessoas se vestirem, nossa! Eles são muito diferentes de nós brasileiros.

IMG_0275 (2)

Viajei no início de agosto, choveu durante toda a minha estadia, sem parar. E a chuva estava muito fina. Os Irlandeses andavam na chuva, muitos sem guarda-chuva, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Acho que eles já estão acostumado com isso.

Share on Facebook

Preços na Suiça

Imagem

A moeda oficial da Suiça é o Franco Suiço e não o Euro. Eles até aceitam Euro lá, mas voltam o troco em Franco.

Os preços de itens simples no supermercado são muito caros! Para fazer a conversão correta, procure um site que informe cotação de moedas. Mas, para ter uma ideia, imagine que 10,00 reais equivale a 2,00 CHF (não estou bricando rsrs).

Divirtam-se com os preços:

Preço verduras Suiça

Jpeg

Até Mac Donalds é caro lá. Veja, então, que comer no Mac Donalds pode chegar a mais de 60 reais. O.oMac Dolands Suiça

Preço carne na Suiça

 

Preços na Suiça

Preços na Suiça

Preços supermercado Suiça

Preço comida de gatos e cachorros Suiça

Jpeg

Cost of life in Switzerland

Preços na Suiça

Fique atento a esses valores e, caso você viaje a turismo, informe-se sobre como obter o dinheiro de impostos de volta.

 

Share on Facebook

Viagem à Suiça




Suiça Winterthur

Suiça é um país lindo! Os alpes… os chocolates (hum), a arquitetura das cidades… Gostei bastante de conhecer esse país. Sei que a Suiça funciona como paraíso fiscal de alguns milionários que desviam-se do “grande leão”, especialmente do “grande leão brasileiro”. E isso é um pouco lamentável…

Viagem à Suiça

Winterthur

Previ os preços altos, mas não pensei, de fato, que fossem tão altos rsrs. Fiquei um pouco incomodado com isso, pois a nossa moeda, simplesmente, não vale nada lá (em outros países da Europa, o nosso poder de compra não é tão insignificante quanto na Suiça. Até comer no Mac Donalds é difícil por lá rsrs). A moeda da Suiça é o Franco Suíço, mas, embora o Euro esteja quase a mesma cotação do Franco, os preços na Suiça são mais caros do que nos outros países europeus. Eu me senti tão pobre na Suiça rsrsrs, tinha medo de entrar até nas lojas. (Ouvi dizer por ai que a Ophra viajou para a Suiça e uma atendente de uma loja ofereceu para ela outra bolsa, dizendo que o preço da qual ela escolheu era inviável para ela comprar. A Ophra se sentiu ofendida e saiu da Suiça dizendo que aquilo foi racismo). Até os turistas pagam impostos para o governo, mas podem resgatar parte do dinheiro antes de sair do país.

DSCN4674

No verão, escurece tarde na Suiça. O problema é que, tirando bares e alguns restaurantes, a cidade, literalmente, para após as 18 horas. E não é fácil achar estabelecimento 24 horas. Isso também acontece em outras cidades europeias, e em países de outros continentes como em Capetown, na África do Sul (senti falta de um mercado 24h). Quando troquei de aeroporto, sai do centro de Zurique para ir ao aeroporto de Basel, esqueci de comprar comida. Onze horas da noite e o aeroporto estava “morto”, nenhuma balinha sendo vendida. Encontrei um aplicativo de delivery na Suiça, mas o restaurante, embora tenha dito que entregaria, pontualmente, o meu pedido, não o fez. Fiquei horas sem comer rsrs. Ah, detalhe, as máquinas de comida no aeroporto, depois de um certo horário, não funcionam. Perdi 20 reais nessa brincadeira, no aeroporto de Basel. Fiquei muito indignado e o pessoal da segurança disse que eu só poderia resgatar o valor no próximo dia. Brincadeira, né?

Parques na Suiça

Fiquei hospedado no IBIS em Winthertur. Achei o hotel mediano. O café da manhã foi maravilhoso, mas o hotel cheirava mal, tinha cheiro de coisa velha, e a internet era completamente instável no meu laptop, funcionou algumas vezes no celular. Mas esse foi o hotel mais barato que encontrei, então… mesmo assim, achei caro. Paguei, para dois dias, mais de 600 reais para 2 pessoas. Esse era um dos poucos hotéis baratos com café da manhã incluso gratuito. O maior problema, a meu ver, foi a localização do hotel, distante do centro (30 minutos de trem). Eu jamais pensei, no entanto, que uma distância de 30 minutos de trem na Suiça custaria, para duas pessoas, 400 reais. Gente como as pessoas não informam isso na internet? Oi? É natural assim ir para a Suiça e a cada passo gastar 400 reais? Eu achei um ABSURDO!!! E fica a dica. Não compensa ficar distante do aeroporto, tampouco do centro, pois, se a intenção for conhecer o centro, custará muito sair de qualquer outro lugar. Para variar, depois tive de pegar um trem para ir ao aeroporto de Basel, que ficava cerca de 1h de de Winthertur. Eu havia comprado uma passagem pela Easyjet, para a Islândia. A passagem estava na promoção, paguei pouco pelo trajeto, acho que algo em torno de 200 euros por pessoa (para conhecer a Islândia, acho que valeu a pena :)). Paguei também outros trechos baratos, 90 euros da Islândia para a Inglaterra e 40 da Inglaterra para a França.

Jogo de xadrez Suiça

Gostei muito de Winthertur. Há muitos bares e lojas próximas da estação de trem. Passei por uns parques lindos. Dá para conhecer a cidade em um dia. É um clima muito charmoso e não é tão movimentado como no centro.

Ah, os chocolates são muito baratos em relação aos preços no Brasil. Comprei 1 kg de chocolate por menos de 6 reais (,marca de chocolate de mercado local, mas era melhor do que Nestle). Achei interessante as pessoas se banharem em praças na Suiça. Também achei legal alguns jogos de xadrez gigantes que ficam pelas ruas. É uma atividade gratuita bacana, para quem sabe jogar rsrs.

Sinceramente? Eu viveria para todo o sempre na Suiça, especialmente em virtude da educação das pessoas. Eu fui muito bem recebido por lá. As pessoas são calmas, vivem a vida numa cautela, numa tranquilidade…. mas eu precisaria receber mais do que em Euros para isso. Acho que há um sentimento de respeito e de cidadania muito forte entre as pessoas lá. Eles são muito atenciosos e tranquilos. Conheci um espanhol que morava lá e disse que não aguentava essa característica dos suíços, disse que eles eram muito parados e na deles, que não eram tão animados como os espanhóis e que isso era muito entediante.

DSCN4680

As cidades são limpas, tudo funciona no horário, mas lojas e outros estabelecimentos abrem tarde e fecham cedo. Como a claridade do dia estende-se até as 20 horas da noite, ao menos foi assim no verão, para quem não é de “balada”, a noite é um pouco chata por lá.

Share on Facebook

6 dicas de viagem para a Europa

1. Atenha-se às novas regras de entrada nos países membros da União Europeia, para o caso de turistas. Hoje é obrigatória a compra de um seguro de saúde de até 30 mil reais de cobertura. Leve dinheiro em espécie e sugiro até extratos bancários para comprovar a sua renda. Nunca tive problemas com imigração de nenhum país, mas já li relatos de pessoas que foram deportadas por não terem seguro ou por não terem dinheiro considerado suficiente para entrar. Sugiro, no mínimo, 500 euros em espécie. Atenha-se, também, às regras de validade de data de expiração do passaporte.

2. Se você for viajar para mais de um país na Europa, lembre-se de que o Euro não é a moeda oficial de todos os países membros da União Europeia. O Euro é, de fato, aceito, mas, às vezes, eles fazem a mesma conversão para o caso de pagamento com Euro e você poderá perder dinheiro com essa conversão.

3. Se algum ATM não funcionar, na hora de sacar dinheiro, não se desespere, alguns bancos, embora informem aceitar rede Plus ou Maestro, não autorizam transações. Tive uma experiênicia dessas na França, com o ATM do banco do aeroporto internacional. Tive de procurar, com um taxista, após a minha chegada, um outro banco para sacar, ambos possuíam a rede Maestro do meu cartão.

4. Gaste cada centavo em moeda na Europa, pois, dificilmente, você conseguirá trocar moedas em casas de câmbio no Brasil, quando voltar. Tente estimar quanto gastará para não ter que voltar com dinheiro estrangeiro para o Brasil. Se voltar com notas de dinheiro estrangeiro, terá de pagar taxas em qualquer casa de câmbio para trocar. E o valor que eles compram não é, muitas vezes, o mesmo o qual você compra.

5. Atenha-se às taxas reembolsáveis em alguns países da Europa para o caso de turistas. Na Suiça é possível resgatar o dinheiro das taxas no aeroporto, mas você precisa fazer essa solicitação nos locais de compras, guardar as notas para resgatar o dinheiro.

6. Haja, naturalmente, quando passar pela imigração. Alguns países são mais rigorosos do que outros. Leve a documentação toda separada relativas aos hotéis, comprovante de passagem de volta, enfim.

Boa viagem a todos.

Share on Facebook

Chapada dos Veadeiros

Decidi buscar inspiração neste final de semana para conseguir me concentrar e agilizar as minhas revisões. Afinal, já estava cansado de Brasília.

DSC_0280

Escolhi como destino a Chapada dos Veadeiros. Já visitei o local em 2007, período em que conheci o Parque Nacional da Chapada, fiz algumas trilhas e fui ao Vale da Lua. Também passei em um hotel-fazenda muito bonito chamado Portal da Chapada, que tem uma trilha com vários cachoeiras.

Dessa vez, buscando descanso, decidi ficar em um local mais tranquilo. No primeiro dia, fiquei em uma pequena pousada chamada Menina da Lua, localizado em Alto Paraíso. Paguei cerca de 190 reais para uma diária com café da manhã para três pessoas. O local é muito organizado e aconchegante. E o café da manhã deles é maravilhoso.

Dormi de sexta para sábado neste hotel e, às 14 horas no sábado, depois de almoçar no centro de Alto Paraíso, fui, destino São Jorge, para o Yoga Resort Paraíso dos Pândavas.

DSC_0263

DSC_0270

Fiquei supreso com o local. As chalés de descanso ficavam isoladas da sede principal, onde os hóspedes fazem as refeições, o que foi muito bom, pois me permitiu maior concentração. À noite, ouvia apenas o sopro do vento e alguns grilos.

DSC_0277

O hotel oferece algumas atividades gratuitas e dispõe de serviço de massagem (cada uma custa, em média 140 reais). Além disso, o local é propício para meditação.

Eles oferecem três refeições inclusas no pacote da diária: café da manhã, almoço e jantar. A comida é vegetariana, mas é simplesmente DELICIOSA. Além disso, eles fazem vários pratos indianos.

O administrador do hotel, bem como os auxiliares constituem um grupo adepto ao movimento Hare Krishna. O local é tranquilo e muito bonito. É possível fazer trilhas durante o dia, nadar em piscinas naturais, fazer uma massagem e até contemplar a natureza trabalhando, como foi o meu caso rsrs.

DSC_0286

No domingo pela tarde, um pouco cansado, decidi conhecer um local chamado Poço Encantando, cerca de 50 km de Alto Paraíso. Saí às 14 e 30. O local é lindo, com uma cachoeira que deságua em uma espécie de poço.

DSC_0321

No caminho, os ipês floridos do cerrado tornavam a estrada um local de muita contemplação.

DSC_0290

À noite, decidi visitar a velha São Jorge. A cidade continuava charmosa como sempre, havia alguns novos restaurantes e algumas novas pousadas.

DSC_0249

Share on Facebook

Ilha de San Andrés: caribe colombiano

Em alta temporada, San Andrés é uma opção cara. Talvez, em baixa temporada, os preços estejam mais em conta. Alimentação, por exemplo, tem custo elevado na Ilha. Se você prefere cozinhar para economizar, os preços ainda serão elevados.Verduras, por exemplo, são caras. Os passeios variam entre 15 e 500 reais por pessoa em alta temporada. Os mais “badalados” custam cerca de 100 reais por pessoa.

IMG_4604 (2)

DSC030802)Aluguei um apartamento comum que custou 1950 reais para três pessoas (8 dias, apenas). A média de hotéis para um quarto triplo custa, no mínimo, 300 reais por pessoa com café da manhã. Vale a pena procurar,
no centro da cidade, aluguel de apartamentos e hospedagens independentes. Booking e outros sites têm preços muito elevados.

IMG_4525 (2)

Sobre o azul do mar, vale a pena conhecer a Ilha. Os tons de azul são lindos e você não precisa pagar uma diária caríssima de 3 mil reais, como em Punta Cana, para conhecer, de fato, aquele esperado mar caribenho. As faixas do mar da Ilha são de livre acesso.

IMG_4610 (2)

DSC03452 (2)

Há uma peatonal no centro da cidade muito bacana. Lá você encontrará de tudo um pouco. Pesquisem preços, especialmente, de perfumes. No último dia de minha viagem, encontrei uma loja de calçados que estava em liquidação. Qualquer tênis na loja custava 50 COC (cerca de 70 reais). Comprei um tênis da Nike com chip que custava em outra loja cerca de 350 COC.

IMG_4472 (2) DSC0313432(2)

IMG_4494 (2)
Recomendo a todos o passeio pela Ilha de carrinho de golf. A ilha tem menos de 30 km. Reserve um dia da viagem para fazer o passeio no carrinho de golf. O aluguel custa de 80 a 150 COC por dia (o equivalente a 120 a 180 reais). Cada carrinho comporta entre 4 e 5 pessoas. No caminho, sugiro uma parada na praia de São Luís, onde localiza-se uma pequena ilha com um barco velho.

IMG_4478 (2)
DSC03172 (2)

DSC03464 (2)

 Evitem hospedagens perto do aeroporto, o barulho dos aviões incomoda. Verifiquem no mapa da ilha a localização de sua hospedagem.

Achei ruim o gosto do arroz de coco deles. Peçam para trocar o arroz por mais salada.

Segundo a telefônica Movistar, estrangeiros não podem registrar um número de telefone. Então, não adianta comprar um chip na Ilha.

DSC03300 (3)

IMG_4585 (3)

Em quase todos os passeios, será essencial uma sapatilha para entrar na água. Alguns locais têm muitas pedras e fica difícil caminhar. Comprei em Bogotá a sapatilha (30 COC), ela custava três vezes mais do que na Ilha (15 COC). Outra dica, não recomendo Bogotá, a cidade é ruim, não há nada de interessante por lá.

Há uma espécie de Subway lá (tem subway também), próximo da praia, que tem um molho MUITO GOSTOSO. O sanduíche deles é muito bom! Peça um combo. O valor é de 15 COC.

DSC02961 (2)

Pergunte, nas lojas, se há desconto no caso de pagamento em dinheiro (en efectivo). Em algumas lojas, há desconto.

IMG_4609 (2)

IMG_4528 (2)

Não vale a pena ficar mais de 1 semana na Ilha. San Andrés é um local pequeno e não há tantas atrações.

IMG_4637 (2)DSC02860 (2)

DSC03220 (2)

Procurem por mercados distantes do centro da cidade, os preços são mais baratos.

IMG_4582 (2)

O cachorro quente deles é horrível :S. Tem geleia de abacaxi em cima. Quem quiser água quente, sugiro o Hotel Noble House, localizado no centro da cidade. A maioria dos outros hotéis e apartamentos não disponibiliza água quente.

DSC03398 (2)

Boa viagem a todos!

Share on Facebook

Ilha de San Andrés

Em alta temporada, San Andrés é uma opção cara. Talvez, em baixa temporada, os preços estejam mais em conta. Alimentação, por exemplo, tem custo elevado na Ilha. Se você prefere cozinhar para economizar, os preços ainda serão elevados.Verduras, por exemplo, são caras. Os passeios variam entre 15 e 500 reais por pessoa em alta temporada. Os mais “badalados” custam cerca de 100 reais por pessoa.

IMG_4604 (2)

DSC030802)Aluguei um apartamento comum que custou 1950 reais para três pessoas (8 dias, apenas). A média de hotéis para um quarto triplo custa, no mínimo, 300 reais por pessoa com café da manhã. Vale a pena procurar,
no centro da cidade, aluguel de apartamentos e hospedagens independentes. Booking e outros sites têm preços muito elevados.

IMG_4525 (2)

Sobre o azul do mar, vale a pena conhecer a Ilha. Os tons de azul são lindos e você não precisa pagar uma diária caríssima de 3 mil reais, como em Punta Cana, para conhecer, de fato, aquele esperado mar caribenho. As faixas do mar da Ilha são de livre acesso.

IMG_4610 (2)

DSC03452 (2)

Há uma peatonal no centro da cidade muito bacana. Lá você encontrará de tudo um pouco. Pesquisem preços, especialmente, de perfumes. No último dia de minha viagem, encontrei uma loja de calçados que estava em liquidação. Qualquer tênis na loja custava 50 COC (cerca de 70 reais). Comprei um tênis da Nike com chip que custava em outra loja cerca de 350 COC.

IMG_4472 (2) DSC0313432(2)

IMG_4494 (2)
Recomendo a todos o passeio pela Ilha de carrinho de golf. A ilha tem menos de 30 km. Reserve um dia da viagem para fazer o passeio no carrinho de golf. O aluguel custa de 80 a 150 COC por dia (o equivalente a 120 a 180 reais). Cada carrinho comporta entre 4 e 5 pessoas. No caminho, sugiro uma parada na praia de São Luís, onde localiza-se uma pequena ilha com um barco velho.

IMG_4478 (2)
DSC03172 (2)

DSC03464 (2)

 Evitem hospedagens perto do aeroporto, o barulho dos aviões incomoda. Verifiquem no mapa da ilha a localização de sua hospedagem.

Achei ruim o gosto do arroz de coco deles. Peçam para trocar o arroz por mais salada.

Segundo a telefônica Movistar, estrangeiros não podem registrar um número de telefone. Então, não adianta comprar um chip na Ilha.

DSC03300 (3)

IMG_4585 (3)

Em quase todos os passeios, será essencial uma sapatilha para entrar na água. Alguns locais têm muitas pedras e fica difícil caminhar. Comprei em Bogotá a sapatilha (30 COC), ela custava três vezes mais do que na Ilha (15 COC). Outra dica, não recomendo Bogotá, a cidade é ruim, não há nada de interessante por lá.

Há uma espécie de Subway lá (tem subway também), próximo da praia, que tem um molho MUITO GOSTOSO. O sanduíche deles é muito bom! Peça um combo. O valor é de 15 COC.

DSC02961 (2)

Pergunte, nas lojas, se há desconto no caso de pagamento em dinheiro (en efectivo). Em algumas lojas, há desconto.

IMG_4609 (2)

IMG_4528 (2)

Não vale a pena ficar mais de 1 semana na Ilha. San Andrés é um local pequeno e não há tantas atrações.

IMG_4637 (2)DSC02860 (2)

DSC03220 (2)

Procurem por mercados distantes do centro da cidade, os preços são mais baratos.

IMG_4582 (2)

O cachorro quente deles é horrível :S. Tem geleia de abacaxi em cima. Quem quiser água quente, sugiro o Hotel Noble House, localizado no centro da cidade. A maioria dos outros hotéis e apartamentos não disponibiliza água quente.

DSC03398 (2)

Boa viagem a todos!

Share on Facebook

Passeio aquanauta: San Andrés

Decidi, nestas férias de 2015, fazer um passeio em San Andrés chamado aquanauta. Como eu não sei nadar (rsrs), não pude fazer snorkel ou mesmo mergulhar. Então, para conhecer as profundezas do mar desta Ilha, esse passeio parecia válido.

Antes de viajar, procurei vários relatos na internet sobre esse passeio. As pessoas diziam maravilhas, mas não tive a mesma impressão.

Antesaguila-marina-1 de descer ao mar, fui instruído, por meio de uma vídeo aula de alguns poucos minutos, sobre questões de segurança. Até então, tudo bem. Eu tenho o tímpano perfurado, em função de erro médico. Então, eu não posso deixar entregar água no meu ouvido. Além disso, sofro um pouco com altitude, pressão, o que agravou a minha experiência ruim.

Minha sobrinha de 14 anos desceu sem problemas. O que as pessoas não fazem por uma foto legal rsrs?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

É preciso relaxar para consegu descer ao fundo do mar. A sensação não é muito agradável.

Quando decidi descer, passei muito mal nos primeiros minutos embaixo d’água. Tenho um dos meus tímpanos perfurados, por erro médico de um “Doutor” brasileiro, então, acredito que isso possa ter me causado todo aquele mal estar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O instrutor ligou o oxigênio ao capacete, jogou um spray (não sei o que era e me esqueci de perguntar), colocando-o em minha cabeça. Antes de inserir o capacete, tive de molhar a cabeça na água para igualar a temperatura do corpo. Assim que afundei, tive uma sensação horrível, senti falta de ar, tontura e uma pressão no ouvido muito forte, tive a impressão de que a minha cabeça iria explodir. Os meus colegas, que fizeram o passeio, tiveram a mesma sensação, mas não se sentiram tão mal quanto eu e, por isso, decidiram seguir em frente. Apesar das fotos sorridentes, o passeio não é “pura diversão” quanto parece e não acho que seja muito seguro.

O passeio durou pouquíssimo tempo, cerca de 15 minutos embaixo d’água. Além disso, eles não permitiram que nós levássemos câmeras à prova de água. Pagamos cerca de 80 reais para uma sessão de fotos embaixo d’água, sendo que, destas, eles adicionaram 10 fotos do local que não foram tiradas naquele dia.

No total, o passeio custou 125 reais por pessoa (caro) para 15 minutos embaixo d’água e uma sensação ruim. Isso é diversão?

Share on Facebook

Deserto de Atacama

No dia seguinte, com os lábios secos e rachados, tomei banho e sai às 6 e 40 para a única rua (rsrs) que havia na cidade: calle Caracolles. No caminho, me perdi (rsrsrs) e não consegui encontrar a agência de turismo.

Voltei para o hotel e pedi que a recepcionista de lá entrasse em contato com a agência. Ela me disse que eles haviam acabado de passar no hotel para me buscar e que voltariam em 5 minutos.

saltdesertss

demais

haderstore

Compre produtos e guias para as suas viagens na minha loja virtual.

salaratacamaNa verdade, enquanto eu tentava encontrar a agência pela rua, o guia passou por mim em uma van duas vezes. E era exatamente o mesmo automóvel que foi utilizado em minha excursão no dia anterior. Por minha sorte, eles não tinham seguido viagem.

O segundo dia de passeio pelo deserto incluiu pela manhã a laguna Chaxa, região do salar do Atacama. dfdfdfd3O guia deu muitas informações nesse dia sobre como se forma um salar. Segundo ele, são necessárias três condições básicas para que um salar se forme: 1 – estar rodeado vulcões, 2- clima árido e 3- radiação solar.

O primeiro caso refere-se à chegada dos sedimentos que, grosso modo, formarão o sal. Além disso, a inclinação das montanhas funciona como um ponto de escoamento desses sedimentos.

Deserto de Atacama

Não fui muito afetado pela altitude dos lugares que passei. Caminhei devagar, comi comidas leves e bebia bastante água.

Na verdade, eu peguei um ônibus de Santiago até San Pedro do Atacama, foram mais de 24 horas de viagem. Acredito que isso me ajudou em relação ao mal de altitude.

Eu não cheguei, simplesmente, em San Pedro depois de longas horas em um avião.

Salar de Atacama

Laguna

IMG_2921

O deserto de sal do Atacama é o terceiro maior do mundo. É tão incrível a visão dessas paisagens, às vezes pensei estar em outros planetas. Confesso que não é fácil chegar a esses lugares.

Piedras rojas

LINDA33As viagens foram penosas e os passeios pelo deserto não foram baratos. Viajarei por todo o Chile, de norte a sul, mas a minha viagem no deserto deve ter consumido a maior parcela de meu orçamento para viajar.

lindsssa

Há vários flamingos nessas lagoas. Fiquei impressionado com a coloração rosada de suas penas. Eles possuem essa coloração devido à presença de betacaroteno de crustáceos ingeridos por essas regiões.

Como há muito o que se ver no deserto, para aqueles que não têm muito tempo, não recomendo os passeios em todas as lagunas, porque embora elas sejam muito bonitas, há outros cenários para serem vistos por lá.

Se há pouco tempo de viagem, aproveite outros cenários como geiseres, águas termais e vale de La Luna.

Share on Facebook

Laguna Colorada

Saí às 8h de van para a imigração boliviana com a agência que contratei, tomei café por lá e entrei em um jipe 4×4.

Confesso que esse dia foi o mais bonito de todos e, também, foi o mais caro. O passeio durou todo o dia. Primeiro passeio no deserto de Dali, depois fui a águas termais, geiseres, Laguna Colorada, Laguna Verde e Laguna Blanca.

Fiquei bastante decepcionado com a Laguna Verde. Devido ao horário do passeio, a laguna não estava “verde”.

Laguna Colorada

Laguna verdeAlém disso, ventava muito no local e,  só era possível ver ondas e a luz do sol refletida nessa lagoa.

dfsfsdf34344334

A laguna colorada, por outro lado, foi o grande espetáculo do dia, juntamente com a Laguna Blanca.

Laguna Blanca

Na verdade, a Laguna Blanca estava mais verde do que branca e mais verde do que a laguna verde rsrsrs.

Achei interessante essa parte da viagem, pois sempre idealizei esse passeio, mas partedele não correspondeu às minhas expectativas. De maneira geral, não pensei que nenhuma das cidades/lugares onde fui era como realmente apresentaram-se.

Deserto dali

Esse passeio foi tão incrível, pois, em apenas um dia, pude conhecer todos esses locais. O mais incrível é ver as paisagens mudando ao longo da viagem.

Quando viajei à Bolívia, algumas agências de viagem oferenciam esse passeio, saindo de Uyuni. Mas o passeio é demorado. Vale mais a pena conhecer esses locais, saindo do Chile.

Deserto de Dali

A laguna colorada também possui a coloração alaranjada como os flamingos que habitam essa região. Achei tão fantástico o cenário da Laguna Colorada; a vegetação era tão diferente. A lagoa estendia-se por mais de 14 km em uma coloração incrivelmente alaranjada escura.

COLORADAD33434

Eu posso dizer que esse cenário foi o mais bonito de toda a viagem. Recomendo a todos que passarem pelo deserto de Atacama ou Salar de Uyuni que façam esse passeio.

aguastermais

mesrsrs

geisereswqwChile (111)

Share on Facebook