Passeio aquanauta: San Andrés

Decidi, nestas férias de 2015, fazer um passeio em San Andrés chamado aquanauta. Como eu não sei nadar (rsrs), não pude fazer snorkel ou mesmo mergulhar. Então, para conhecer as profundezas do mar desta Ilha, esse passeio parecia válido.

Antes de viajar, procurei vários relatos na internet sobre esse passeio. As pessoas diziam maravilhas, mas não tive a mesma impressão.

Antesaguila-marina-1 de descer ao mar, fui instruído, por meio de uma vídeo aula de alguns poucos minutos, sobre questões de segurança. Até então, tudo bem. Eu tenho o tímpano perfurado, em função de erro médico. Então, eu não posso deixar entregar água no meu ouvido. Além disso, sofro um pouco com altitude, pressão, o que agravou a minha experiência ruim.

Minha sobrinha de 14 anos desceu sem problemas. O que as pessoas não fazem por uma foto legal rsrs?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

É preciso relaxar para consegu descer ao fundo do mar. A sensação não é muito agradável.

Quando decidi descer, passei muito mal nos primeiros minutos embaixo d’água. Tenho um dos meus tímpanos perfurados, por erro médico de um “Doutor” brasileiro, então, acredito que isso possa ter me causado todo aquele mal estar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O instrutor ligou o oxigênio ao capacete, jogou um spray (não sei o que era e me esqueci de perguntar), colocando-o em minha cabeça. Antes de inserir o capacete, tive de molhar a cabeça na água para igualar a temperatura do corpo. Assim que afundei, tive uma sensação horrível, senti falta de ar, tontura e uma pressão no ouvido muito forte, tive a impressão de que a minha cabeça iria explodir. Os meus colegas, que fizeram o passeio, tiveram a mesma sensação, mas não se sentiram tão mal quanto eu e, por isso, decidiram seguir em frente. Apesar das fotos sorridentes, o passeio não é “pura diversão” quanto parece e não acho que seja muito seguro.

O passeio durou pouquíssimo tempo, cerca de 15 minutos embaixo d’água. Além disso, eles não permitiram que nós levássemos câmeras à prova de água. Pagamos cerca de 80 reais para uma sessão de fotos embaixo d’água, sendo que, destas, eles adicionaram 10 fotos do local que não foram tiradas naquele dia.

No total, o passeio custou 125 reais por pessoa (caro) para 15 minutos embaixo d’água e uma sensação ruim. Isso é diversão?

Share on Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *