Vale a pena viver em Brasília?

Vale a pena viver em Brasília?

Sou constantemente questionado pelos meus seguidores sobre como é viver em Brasília. Por essa razão, decidi escrever um post sobre isso, aproveitem os futuros turistas e futuros moradores. Trouxe uma visão mais pessimista da cidade, confesso que não é o meu lugar preferido. Eu não me alinho muito, hoje, às dinâmicas dessa cidade, tampouco ao estilo de vida dos brasilienses.

Tenho um vídeo no Youtube em que trago uma visão mais positiva da cidade (como tudo na vida tem um lado bom e um lado ruim, vale a pena conferir):

——————————————————————————————————————–

Quem vive em outros estados brasileiros, provavelmente, se estranhará muito quando se deparar com Brasília, pois a arquitetura e a própria organização da Capital Federal são muito diferentes de outras cidades. Além disso, há  peculiaridades em relação aos brasilienses e as outras pessoas que moram em Brasília (que migram de vários outros estados, especialmente para iniciar a “carreira” de funcionário público) que tornam a vida nesse local não muito agradável.

Morei em algumas cidades brasileiras entre as várias idas e vindas de minha família pelo Brasil (Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná). Em Brasília, eu residi durante dez anos, especialmente em minha fase adulta (na Asa Norte, mais propriamente em Brasília, como alguns costumam segregar).

Quando eu era mais jovem, também cheguei a viver em Brasília, mais de uma vez, com a minha família, antes de meu pai se mudar várias vezes para o Rio de Janeiro. Naquela época, morei no Guará I, em uma vila militar. Como ele é militar (funcionário público), nós vivemos a vida inteira mudando de cidade, ficávamos dois anos em um estado e ele era transferido, um ano depois, para outro. O local era muito agradável e tenho boas lembranças daquele período.

Vocês devem saber que Brasília foi uma cidade planejada para um número determinado de habitantes, mas o plano não deu certo e, assim como em vários grandes centros urbanos, a migração permitiu o surgimento de outras áreas. Há quem afirme com orgulho que Brasília é, apenas, Asa Norte e Asa Sul, as famosas “asas do pássaro”, conforme o projeto original (já ouvi dizer que Brasília foi idealizada com base em uma cidade egípcia, preciso investigar mais para afirmar algo).

Assim como em várias cidades brasileiras, há um grande abismo socioeconômico entre algumas regiões desse dito “quadradinho de Goiás”, e um discurso muito infundado em relação a uma classe mais elitizada que vive no Plano Piloto, Asa Norte e Sul, e o que seriam as estigmatizadas cidades satélites. Há, também, o conceito de entorno, que se estende às cidades goianas que se localizam próximas a Brasília, como Luziânia, um local dito bastante perigoso e violento.

Em Brasília há o metro quadrado mais caro do Brasil, isso mesmo! E o que isso significa? Qualidade de vida? Isso depende da sua concepção a respeito de qualidade de vida… para mim,  significa, apenas, que algumas poucas pessoas terão uma vida um pouquinho menos indigna ou que pagarão uma fortuna para manter as aparências “diferenciadas” (mas faz sentido, afinal, brasileiro não suporta igualdade social, mesmo que reclame tanto do Brasil e busque se afirmar em modelos de desenvolvimento de primeiro mundo, gosta de olhar de cima para baixo para se sentir superior; o que é bastante contraditório, pois a desigualdade é característica de NAÇÃO POBRE, de TERCEIRO MUNDO). Mas isso não é um problema somente de Brasília, mas nessa cidade (cidade?) isso é mais evidente e as pessoas farão questão de deixar isso BEM CLARO para você).

Diferentemente de muitos brasileiros, que buscam por uma área elitizada para se diferenciar e se sentir superior aos outros, buscando afirmação no abismo socioeconômico, como mencionei, infelizmente, acredito que viver em áreas nobres constitui uma tentativa falhada, ao menos no Brasil*, de driblar a violência (mesmo que os moradores estejam ISOLADOS em condomínios e cidades completamente artificiais) e ter um pouco (mas pouco mesmo) de “qualidade de vida” (será?), mesmo pagando um preço altíssimo e injusto. Por outro lado, embora alguns defendam com orgulho a visão de um Brasil mais “vira-lata”, viver em subúrbios constitui um sério problema, especialmente em relação à violência. E você pode tentar conhecer a realidade suburbana de Brasília (ou seria ao redor de Brasília? Hum…), ops, desculpem-me, eu quis dizer… do DISTRITO FEDERAL.

* Em muitos países, o termo subúrbio não é considerado tão pejorativo como no Brasil. Na verdade, o centro de muitas cidades é considerado decadente. Os subúrbios, em sua concepção de um local distante do centro, têm se tornado refúgio, fora e até em algumas áreas no Brasil, da classe média e da classe alta.

É muito frustrante sentir-se cidadão mesmo em Brasília (qualidade de vida?), especialmente porque o custo de vida é extremamente elevado. Aluguel, por exemplo, de uma sala “caindo aos pedaços”, no dito Supremo Plano Piloto (contraditório, não?), nas quadras 700 e 900 da Asa Norte, área desvalorizada e estigmatizada por ser local onde vivem prostituas e garotos de programa, custa, no mínimo, 1.300,00 reais (imagine uma sala entre 25 e 30 m quadrados).

Morar nas quadras 400, 300, 200 ou 100 pode custar muito mais. Se o objetivo for morar em uma kitnet, os preços nessas áreas ultrapassam os 1.300,00 reais, mas você terá de viver em cima de um comércio, nas ditas comerciais, com muito barulho e uma péssima qualidade de vida (ou melhor: uma qualidade de vida pior ainda).

Viver um pouco melhor exige custo de vida muito elevado. Um imóvel de dois quartos, em quadras residenciais da Asa Norte e Sul, não custa menos de 800 mil reais. E apartamentos maiores, simples, sem piscina, academia, com garagem aberta, passam de um milhão e meio de reais. A diferença é que, em relação a maioria das outras cidades brasileiras, você pagará um milhão de reais para comprar um apartamento velho, sem piscina e um condomínio que também não será nada justo.

E esses valores surreais têm se estendido, inclusive, para as ditas cidades satélites, cuja população, também, passou em concurso púbico, se desenvolveu e tem dinheiro. A classe média que afirma buscar por uma certa qualidade de vida fora do considerado supremo Plano Piloto, geralmente, decide viver em Águas Claras (“Águas Claras não é Plano Piloto”), local em que os preços são mais próximos da realidade brasileira, apartamentos com boa infraestrutura, novos, piscina, sauna etc. No entanto, há quem critique o local por ser um aglomerado barulhento de prédios e por não haver árvores por lá (esqueceram desse detalhe no projeto do local).

Para quem tem mais dinheiro, poderá viver em setores de mansões como no Lago Norte, Lago Sul, Park (A)way (embora seja área nobre, esse último local, ainda, é considerado como estigmatizado, por não estar localizado nas proximidades do considerado supremo “Plano Piloto”).

Não queira andar de ônibus em Brasília, o serviço é de péssima qualidade e o custo é de, no mínimo, 3,00 reais por pessoa. Metrô é uma boa alternativa (quando não está lotado, ou seja, por volta das 15:30), mas ele não chega a todo o Plano Piloto e não passa nas ditas áreas mais elitizadas. Por que será?

Essa cidade é muito estranha. Todos em Brasília falam o tempo inteiro em funcionarismo público. E muitos sonham com essa “carreira” porque os salários são considerados altos e porque a dita cuja estabilidade afasta o medo (e a criatividade) dessas pessoas. É lamentável ver uma gente que dedica toda a sua energia para ser aprovada em um concurso, pois são levados a acreditar, especialmente em virtude de muitos outros caminhos serem fadados ao fracasso, que esta é a única solução digna, ou são levados a essa constatação, apenas, por uma questão financeira. Brasília, nesse aspecto, é uma “bolha”.

Nas férias, as pessoas desaparecem de lá. O plano Piloto fica “vazio” (as ruas que não foram feitas para pedestres, os mercados caríssimos), é incrível, a cidade “morre”. Nem os turistas querem visitar, nesse período, essa cidade kkkk (brincadeira). Qualidade de vida nessa cidade é para quem ganha salários muito altos, acima de doze mil reais e olhe lá, porque você pode morar onde for, área nobre ou não, Brasília não deixa de ser Brasília em virtude de seu salário, casa ou carro, continua sendo um local ruim para diversão (minha experiência e opinião), local em que as pessoas não são muito interessantes (minha opinião e experiência) e que não há muito o que fazer. Os brasilienses vivem fugindo para Goiás, mais especificamente para Alto Paraíso e Pirenópolis (embora falem tão mal de Goiás. Farinha do mesmo saco, em Português bem brasileiro, seja em Brasília ou seja lá onde for no Brasil!), porque Brasília não é um local divertido.

Educação em Brasília é de boa qualidade, mas o custo é. Educação pública é boa em algumas escolas. Alimentação no Plano Piloto é cara. Mas você poderá fazer compras no Atacadão e comer um pouco melhor. Aos domingos, o  eixão da Asa Norte e Sul é fechado e torna-se uma enorme área de lazer (um calor insuportável que o fará  não ter vontade de ir lá =)). Clima seco. Não será fácil acostumar com o clima para aqueles oriundos de cidades mais frias, por exemplo.

Os serviços em Brasília são de péssima qualidade (inclusive, o serviço público), preço alto, já que há quem os pague, os funcionários públicos, e qualidade baixa, que se articula ao nível de exigências destes, que também é baixo. Na verdade, as coisas em Brasília funcionam da seguinte maneira: funcionários públicos, que não trabalham muito, inclusive, porque o sistema é lento e burocrático, pagam muito para manter as aparências no Plano Piloto e ter uma qualidade de vida, digamos, mediana, para encher o peito e dizer: “moro no Plano Piloto”. Vão as mesmas redes ruins de restaurantes, já que não há muita opção, são mal atendidos e aprenderam a não fazer nada, a não questionar, tampouco a incentivar os seus filhos a mudar a dinâmica da cidade.

Na verdade, o que eles acabam fazendo é incentivar os filhos a manutencionar o discurso vergonhoso de que a única solução na vida é ser funcionário público, já que vivemos em um país patriarcalista e que essa cidade seria o berço do dinheiro fácil, da corrupção, da dita “mamada” no governo, em linguagem mais clara. Os mais críticos chegam a pensar isso, mas afirmam que não querem ver os filhos sofrendo e que preferem a tão sonhada estabilidade (ou abandonam o cargo de funcionário público, mudam para outro estado ou até se suicidam, como já ouvi várias histórias, o elitizado Sudoeste mesmo é um dos bairros onde essa prática mais ocorre).

Assim, geralmente, o mercado empreendedor fica sucateado. Eu mesmo, na minha área, afirmo com a boca cheia: não tenho concorrentes em Brasília, que estejam no mesmo nível que eu estou em relação à oferta de meu serviço. Os que poderiam chegar ao meu perfil são funcionários públicos e não querem empreender ou levam a minha profissão como, somente, um “bico“, para complementar a renda de Professor, (ou se contentam com as suas “carreiras”), que, embora seja um bom salário, não é suficiente e não garante CIDADANIA (mas onde isso é possível no Brasil seja com ou sem dinheiro?).

Mas nem com todo dinheiro do mundo é possível sonhar com esse direito, seja em Brasília ou em qualquer outro estado brasileiro. Cidadania e qualidade de vida não são questões, apenas, econômicas; mas a falta de dinheiro, também, não o fará mais cidadão, muito pelo contrário, ainda mais em Brasília, onde tudo tem um preço bastante elevado.

Viver no Plano Piloto não é tão bom quanto possa parecer, não há muito o que fazer. O próprio Parque da Cidade, que deveria ser um local divertido e bacana, tornou-se um local estigmatizado e, inclusive, perigoso. As pessoas em Brasília são mais fechadas, vivem em “panelinhas” e têm um estilo muito característico de se divertir como ir para a esplanada dos ministérios beber, conversar sobre o próximo concurso público que irá abrir: BORING E INSUPORTÁVEL.

O dito Plano Piloto não é um local extremamente violento. Você não precisará ficar com uma “pulga atrás da orelha” quando seus filhos saírem por lá, dependendo do horário.

Não há aqueles arranha-céus enormes em Brasília como em São Paulo e em outros grandes centros urbanos. A altura de um prédio é limitada por lei. Há as áreas livres dos prédios, que parecem interessante para a dinâmica de uma cidade mais aberta, mas há quem não respeite isso e construa os seus próprios “muros”, ilegalmente, e o governo não faz nada (e digo isso, porque cheguei a denunciar esse fato três vezes).

Não acho os brasilienses muito interessantes. O assunto em Brasília é SEMPRE relacionado a funcionarismo público, o que é insuportável, e a lutas de poder, quem tem o maior salário e quem mora no Plano ou não. Você tem de seguir o mesmo padrão; caso contrário, você não é bem-visto, pois não é considerado estável, mesmo que o seja.

Se você tem espírito empreendedor, é “aventureiro”, e não pretende ser funcionário público, fuja desse lugar. Brasília é um local muito horrível de se viver. E. até para quem é empreendedor e busca na cidade ganhar licitações, fuja também, pois lidar com a grande maioria dos funcionários públicos que comandam o governo é IN-SU-POR-TÁ-VEL! Eles não têm criatividade, têm pensamento absoluto e nada crítico, na verdade, muitos nem sabem o que é crítica, misturam as suas opiniões infundadas com as suas “carreiras”, agem, profissionalmente, em interesse próprio e desnorteiam toda uma nação. E isso não vai mudar, porque é a dinâmica que move esse local. Essa cidade não parece de verdade!

——————————————————————————————————————–

O dia mais feliz de minha vida foi quando eu saí de Brasília há alguns anos (mais especificamente do Brasil. E não saí de Brasília porque não “dei certo” por lá, muito pelo contrário, mas cansei dessa cidade, das pessoas que por lá vivem e, para dizer a verdade, desse país (“pau que nasce torto nunca se endireita”).

Não me sinto cidadão no Brasil! É bem doloroso dizer isso como brasileiro (apesar de pagar tantos impostos ao Estado), eu gostaria, verdadeiramente, de poder dizer o contrário, e espero poder mudar o meu discurso algum dia. Lamentavelmente, não me identifico muito com a cultura no Brasil (com exceção da comida, que é a melhor comida do mundo, a língua e literatura, que tanto amo), e sempre fui julgado como “arrogante” por pensar diferente e não me conformar com a nossa cruel realidade, especialmente por eu ser uma pessoa muito crítica e verdadeira, e que valoriza Educação (“ser Professor para que?”). Sempre me senti monitorado e manipulado pelo brasileiro cordial (eu prefiro dizer extremamente cordial, ou quase xereta).

Os brasileiros, infelizmente, “olham muito” para os norte-americano como se eles fossem algum modelo a ser seguido. E são obcecados pelos seus corpos e pela vida alheia. Há muito “ruído” no Brasil, um excesso de pessoas, o que é sinônimo, nesse caso, de excesso de problemas. E as pessoas que vivem em Brasília, bem como os brasilienses, não poderiam ser diferentes, eles são bastante representativos de sua nação, no sentido mais destrutível, mesmo os que são escolarizados (afinal, Brasília é uma mistura de pessoa de todo o Brasil, irônico, não?).

Os sociólogos e antropólogos que me perdoem, mas a cultura brasileira para mim tem algumas peculiaridades que limitam a minha CIDADANIA). Nem vejo a questão da falta de identidade nacional tão problemática para uma nação, especialmente hoje, mas cidadania deveria ser, mais uniformemente, o que pode soar redundante, um direito. Ter uma nacionalidade, que é um direito, mas não ter cidadania, que também é um direito, ou ser um cidadão incompleto, é a maior contradição de uma nação para com a sua gente.

Share on Facebook

91 ideias sobre “Vale a pena viver em Brasília?

  1. Nossa você pelo jeito que fala odeia Brasilia,nasci aqui e sempre vivi aqui e odeio tambem, estamos juntos,as pessoas aqui são metidas e chatas,pretendo sair daqui e morar em outra cidade em breve!!!!!!

    • Oi Alzenir. Seja bem-vinda!

      Brasília tem o seu lado bom e ruim (eu trouxe neste post a visão mais pessimista, mas tenho um vídeo no youtube em que trago uma visão mais positiva para quem está indo viver lá: https://www.youtube.com/watch?v=1YiCEIDbKgo)

      . Mas devo confessar que, se for para colocar em uma balança, eu não viveria novamente nessa cidade. Eu deixei a cidade, depois de dez anos vivendo ai, para viver em Londrina, No Paraná. Londrina é um lugar bacana, mas meio parado. Hoje, eu vivo na Croácia: tenho qualidade de vida e não pago muito por isso aqui. O custo de vida aqui (na capital, Zagreb) é menor do que em Brasília e eu vivo muito melhor e mais feliz por aqui 😀 e gasto menos (aqui não há tanta desigualdade social, as pessoas se ajudam, têm senso de civilidade, de cidadania).

      Tenho uma série de vídeos em meu canal compartilhando a minha experiência vivendo em outros países. Já morei em Portugal, na Espanha.

      https://www.youtube.com/channel/UCgtnX_eDSCFCb4yI4GQ-3Ww
      Muita paz e alegria em sua nova morada! Sucesso, sempre!
      Abraço.

  2. Fui algumas vezes em Brasília. E o clima ” calor e ar seco” me ocasionou desconforto. Morei em Belo Horizonte, Sul de Minas, São Paulo, Porto Alegre, Porto Seguro e Curitiba. Apesar do “calor” dos Belorizontinos, a agitação dos paulistanos, da vida interiorana de Lavras no Sul de Minas, das praias de Porto Seguro e da hospidalidade dos Gaúchos e da bela Porto Alegre. Curitiba, é a cidade que me seduziu… Entre idas e voltas – estou a 08 anos por aqui. E o clima frio daqui é o que mais me atrai, além dos Shoppings e parques/bosques.

    • Oi Nivaldo, seja bem-vindo!
      Não cheguei a conhecer Curitiba, mas ouvi falar muito bem sobre essa cidade. No ano passado, tive planos de viver nessa cidade, mas, no caminho, parei em Londrina e decidi viver por lá.
      Muita luz e alegrias em sua cidade, tudo de bom!
      Saudações.

  3. Eu sou brasiliense , moro aqui desde que nasci e amo essa cidade ! Eu não tenho problemas em me divertir aqui , moro na cidade mais desenvolvida e moderna da américa latina (ONU) , minha cidade tem a melhor qualidade de vida do país , o 2° maior IDH do país entre as capitais , melhor sistema educacional e de segurança do Brasil. Umas cidade que oferece as maiores oportunidades de emprego e estudo do país, uma cidade que oferece muitos recursos , sim , tem lá seus problemas , como qualquer outra cidade no mundo. Clima não é motivo para se considerar relevante , afinal , o clima seco e quente em determinada época do ano nunca matou ninguém e não é um ator que atrapalhe no dia a dia. Brasília é a cidade que mais cresce no Brasil em termos de população , só em 2015 , só Brasília recebeu mais 500 mil habitantes de vários lugares do Brasil e do mundo (o que é ruim para o nosso planejamento urbano) que é o 8° melhor do mundo , em termos de planejamento e organização , Brasília está a frente de várias cidades do planeta. É uma cidade jovem com apenas 56 anos , mas depois que o parque tecnológico for construido (2018) , a economia de Brasília vai no minimo triplicar, economistas já apontam Brasília como a cidade mais rica da América Latina até 2025. Para encerrar não troco Brasília por nenhuma outra cidade do país!

    • Brasiliense, estou com uma proposta de emprego em Brasília cujo salário daria para pagar uma moradia de até 1200 reais, falo moradia pois é o que mais me preocupo. Assim sendo, eu conseguira um local decente para morar pagando esse valor? eu, esposa e casal de filhos que haveria a necessidade de três dormitórios, mas que em caso de necessidade poderia me virar com dois mesmo. Aguardo conselhos. Abraço a todos.

      • Olá Antônio, seja bem-vindo. Com esse valor, você, provavelmente, conseguirá viver em alguma cidade satélite (o que não é ruim, mas há certo estigma em Brasília a respeito disso e alguns problemas sociais que esses locais enfrentam, especialmente a violência. Sugestões: Guará (eu gosto muito do Guará, é um bom lugar para se viver fora do Plano Piloto), Sobradinho, Taguatinga. No Plano Piloto, Asa Norte e Sul, você não conseguirá encontrar nada com este valor. Eu, por exemplo, pagava isso para viver em uma kitnet. Não acredito que você encontrará um local de três dormitório por esse valor, no máximo 2 em alguma cidade satélite como eu disse. Há quem goste de viver nessas cidades, são cidades “vivas”, têm mais cara de cidade do que o Plano Piloto. Taguatinga é mais violenta, acredito, do que o Guará. Se você tiver automóvel, sobradinho pode ser uma alternativa, eu tenho amigos que moram em Sobradinho e vivem muito bem.
        Muito sucesso para você e sua família.
        Saudações.

        • O Prof. Anderson tem razão Antônio . com esse valor dificilmente vc conseguirá viver em Brasília ! Brasília é uma das cidades mais caras para se viver , mas tem ótimas cidades satélites que ficam muito perto de Brasília que vão atender melhor a sua questão como por exemplo: Sobradinho, é uma ótima cidade! Muita natureza , bem tranquila comparada com outras cidades satélites , fica a 25 / 30 km de Brasília , não é uma cidade muito agitada , com ares de interior , é uma cidade relativamente barata não só em termos de imóveis como de comércio em geral e alimentos. Eu vou muito a Sobradinho , por isso falo por experiência própria. Mas tem outras como Cruzeiro , Guará , Núcleo Bandeirante , Vicente Pires e Taguatinga são cidade satélites que vão atender melhor a sua necessidade !

          Abraço

  4. Quanto mais leio sobre Brasília, menos vontade tenho de prestar concursos para lá.
    Atualmente sou estagiária de pós, ganho para pagar aluguel, contas e viver “ok”, sem juntar muito.
    Mas eu amo aqui. Praças, pessoas andando nas ruas, feirinhas a céu aberto, de artesanato e orgânicos, Yoga no parque, música nas praças, parques para correr. É frio, às vezes praguejo do frio. Hoje, quase metade de outubro, de tarde está 14 graus. Triste, rs.
    Mas viver em Brasília me deixaria em depressão.

    • Amanda vc conseguiu ser ridícula em poucas palavras!
      1° Que depressão não é um sintoma que forma em um lugar, se vc é depressiva vc será depressiva em qualquer lugar do mundo, assim como se vc é infeliz, vc será infeliz em qualquer lugar.
      2° Se vc não quer morar aqui, para que vc lê sobre Brasília? Pq parece que quanto mais vc lê sobre Brasília menos vc sabe sobre a cidade!
      3° Seu estado não tem concurso público não? Ninguém tá obrigando vc a prestar concurso para trabalhar em Brasília, se vc vier pra cá (para a felicidade de todos os brasilienses, espero que não venha) vc veio pq quis, pq escolheu Brasília pra trabalhar e viver e não por falta de opção! Além do mais Brasília não é só serviço público não, mas é o tipo de emprego que as pessoas mais procuram pelos altos salários e pela estabilidade econômica.
      4° Se vc lesse realmente sobre Brasília saberia que o maior parque do MUNDO, fica em Brasília, o Sarah Kubstchek mais conhecido como parque da cidade ! Ahhh e sem esquecer do parque da Água Mineral que tbm está entre os 10 maiores do mundo. Brasília é uma cidade parque, uma cidade verde e linda, mas só pra quem merece e valoriza.
      5° Brasília é divida por setores, então é uma cidade muito organizada, não é em qualquer lugar que vc verá uma casa de shows por exemplo, então leva tempo pra quem é de fora conhecer aqui, as pessoas que vem conhecer ficam perdidas pq Brasília é muito diferente de qualquer cidade no mundo, nenhuma cidade é parecida com Brasília, então se vc não conhece alguém daqui, vc vai ficar perdida pra se divertir, vai achar que Brasília tem pouca animação.

      E para encerrar, faça-nos esse favor de não ter q conviver com a sua presença aqui, vc vai acabar nos deixando em depressão, além de poluir a cidade com sua falta de sensibilidade,cultura e critério por julgar uma cidade da qual vc nem conhece.

      Vc NÃO é bem vinda aqui !!!
      Fique ai na sua cidade mesmo e veja Brasília comandando esse país.

      Ahhh e sobre a sua depressão, procure um ajuda médica, um psicológo sei lá, mas não desconte suas frustrações e fracassos na minha cidade não!

      Brasília manda lembranças.

      • Mais um braziliense que não suporta que falam mal dessa bela cidade. gostam tanto das cidade e só vivem viajando….Isso ser deve ao fato mesmo do braziliense, no geral, querer ser sempre os melhores!

      • Estamos vendo bem como Brasilia tem comandado esse país!
        Amanda, se quiser vir para BH é bem vinda, já que nós mineiros gostamos de receber bem todo mundo!
        Abraço!

  5. Amanda essa “Brasiliense” é a típica moradora de Brasília fuja mesmo desse lugar, estou aqui pq minha esposa é Policial Federal e teve que vir pra cá, mas em breve mudaremos esses 4 anos que estou aqui estão sendo os piores da minha vida, dá pra ver a tristeza no olhar das pessoas, saio com amigos que nasceram e se criaram aqui e eles também não conhecem ninguém, o povo é estranho, desconfiado, Goiânia é aqui do lado e é bem mais Alegre e melhor pra se viver, vale lembrar nós não nos apegamos a lugares, nos apegamos a pessoas. Nunca vi ninguem conversando com avenida e prédio de Oscar Niemeyer. Isso aqui não presta tanto que os que construíram não vieram morar aqui, Lucio Costa vivia em Minas, família de Juscelino e Niemeyer no Rio.

    • Haha…Gilmar, sempre me falaram que goiano e carioca tem uma dor de cotovelo, um complexo de inferioridade quando se trata de Brasília ! Eu já tinha percebido isso na cariocada, não suportam o fato de terem perdido a capital para Brasília até hj! Hahaha , Rj, aquele estado fálido e agora com o seu comentário vejo que realmente os goianos tbm tem inveja de BSB! kkkkkk. Lamentável !

      1° Eu sou homem! Brasiliense, apaixonado por Brasília, cidade mais desenvolvida, moderna, tecnológica e científica da AMÉRICA LATINA! Vc tá ai com pena da Amanda só pq eu falei umas verdades? Tem aquele ditado: “Quem fala td o que quer, acaba escutando o q não quer”. A melhor qualidade de vida do Brasil é de Brasília (entre as capitais), Goiânia tbm tem uma ótima qualidade de vida, agora fala pra ela q assim como MG, RJ, SP , GO é mais tamanho do qualquer outra coisa! Goiás mesmo é Goiânia, Anápolis, Aparecida e uma outra cidade metropolitana, pq o restante é td ABANDONADO! Só serve para colher impostos para o estado. O entorno do DF mesmo é a prova disso! Cidades goianas e mineiras pobres, quase miseráveis, que dependem do DF pra quase tudo! Dá uma volta por Águas Lindas, Pedregal, Cidade Ocidental e tantas outras para vc conhecer a realidade dessas cidades, que o estado simplesmente ignora e ficam empurrando a responsabilidade delas para o DF, tanto Go e Mg são dois estados que mais tamanho do que qualidade! Acho que o Marconi Perillo (Governador de Go e o tal do Pimentel , governador de Mg nem sabem que existem essas cidades.

      Em relação a Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, eles foram CONTRATADOS para fazer um serviço para o governo federal que seria colocar Brasília de pé e eles fizeram esse serviço juntamente com os CANDANGOS e ponto! Não eram para eles morarem aqui, eles não ganharam casas pelo trabalho, foram pagos pra fazer um trabalho e ponto. Se vc é arquiteto e sua empresa é contratada pra fazer uma obra em Rondônia por exemplo, vc vai como profissional e não vai para morar lá! JK morava no Rj , pq a capital do Brasil na época era lá, ele não gostava do Rj!

      Enfim, então quer dizer q sua esposa veio trabalhar aqui e vc veio junto, só por isso? Vc não devia tá muito bem em Goiânia pra largar td lá e mudar pra cá só pq sua mulher trabalha aqui né? Vc é da dona de casa enquanto ela trabalha é isso? Haha. Goiânia é perto, em 3h vc está lá, não precisava vc vir.

      E para encerrar Gilmar, nós Brasilienses somos mais RESERVADOS, não nos misturamos fácil, gostamos de conhecer melhor as pessoas antes de começar um círculo de amizade, isso é uma cultura do povo daqui, não quer dizer que somos frios ou antipáticos. Mas falar mal de Brasília injustamente, isso me irrita muito, acho que uma pessoa q quer morar em qualquer cidade e começa a falar mal da cidade sem conhecer, não vai agradar o povo daquela cidade, logo não vai conseguir fazer amizades. Foi o q ela fez ! Só dei uma resposta dura.

      Leve ela pra Goiânia, por mim, nem ligo! Brasília não precisa de pessoas que querem desmoraliza-la a qualquer custo.

      • Isso que vc falou que nós brazilienses, que somos reservados é verdade, mas isso vem é da pessoa mesmo, porque conheço muita gente daqui que não é assim. As pessoas no Brasil todo estão se tornando assim devido ao ao acesso incontrolável das redes sociais, um dos fatores.Não sei por que te irrita tanto que falem mal de Brasilia! A maioria dos brazilienses não gostam mesmo, mas eu nem ligo, porque a maioria das coisas que falam condiz com a realidade! A cidade carece de integração social, lazer , melhor qualidade de vida. Fazem uma propaganda dessa qualidade de vida. Deve ser mais marketing!! As cidades goianas do entorno de Braslia são uma negação. Porém, as que pertencem realmente ao Goiás, mas distantes daqui, tem outra realidade.

  6. Esse sujeito ai de cima, só falou asneiras. Brasília, poderia ter sido feita de outra forma se não fosse a ideologia (quase) dominante da época que era seguido pelo seus projetistas – Lucio Costa e Oscar Nieymaier.

    Era para construir uma cidade, com ruas, esquinas, possibilidade de predios altos e baixos, ou seja, uma cidade normal e não um coisa ideologica e utopica que todos sabiam que não iam da certo….pois o país queira ou não era capitalista e querer construir uma utopia socialista no meio do cerro só iria da certo…

    Hoje, os apartamentos de mais de 50 anos, sem qualquer lazer. sai mais caro que um pequeno apartamento em nova iorque ou miami. Isso porque os comunistas que planejaram Brasília iginoraram por completo a lei da oferta e da procura..

    Agora, a cidade vai aos poucos morrendo…moradores mais jovens sem poder pagar pelos absurdos preços de aluguel e vendo dos apartamentos no supremo plano piloto, vão todos para satelites e aguas claras…

    E o plano piloto vai se tornando o que de fato sempre seriam: um grande asilo de velhos….

    Hoje, os caros apartamentos em blocos caixa de sapato do plano piloto se não são moradias para velhos, ou moradias para pessoas do primeiro escalão do governo, são simplesmente para a lavagem de dinheiro.

    E UM AVISO IMPORTANTE ANDERSON: FAÇA UM BACKUP DO BLOG, POIS ESTÃO APAGANDO TODOS OS BLOGS QUE FALAM MAL DE BRASÍLIA. E ISSO NÃO É UMA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO.

    • Oi Renato. Seja bem-vindo. Eu ainda deixo a moderação, porque recebo comentários ofensivos de pessoas trazendo vocabulário de baixo calão, ofendendo a minha pessoa (eu deixo bem claro no post que é uma visão pessimista da cidade, mas eu também tenho a visão positiva em meu canal no Youtube, cujo link está em cima da página, mas concordo, com certeza, com o que você diz). E, para dizer a verdade, o problema para mim não é nem só Brasília, eu já desisti do Brasil… qualquer lugar no Brasil (já rodei até para tentar viver em paz ai, não dá).

  7. Anderson, tire a moderação… tem muitas pessoas que querem um espaço como este aqui para poder colocar pra fora o que é morar e viver aqui. o ultimo que eu participava foi apagado.

    • Todos são bem-vindos. É bom que vocês tragam argumentos para este post, assim podemos ouvir diferentes opiniões, experiências e isso é maravilhoso!
      Abraço a todos. Muita paz e alegria o/

  8. Oi,

    Vou me mudar para Brasilia! Vi vários apartamentos e estou com dúvida para escolher.
    Não encontrei, Asa Norte e Sul, apartamentos com banheiros e cozinhas sem problemas, sempre portas caindo ou tubulação com mais de 30 anos. Há alguma exceção em alguma região que não conheço? Gostei da observação que fez sobre as quadras 300-400/700-900.
    Vi que em Águas Claras há apartamentos novos, apesar das edificações terem muitas unidades, os apartamentos tem bom tamanho. É verdade que há muito trânsito do Plano Piloto pra lá? Há divisões de regiões? Alguma área melhor ou pior?
    Obrigada

    • Oi Japa, seja bem vindo(a).
      Há uma nova área de expansão em Brasília (Noroeste), mas não sei se já há infraestrutura adequada. Há um ano não tinha. Os apartamentos no sudoeste, também, são novos. Muita gente tem ido morar no CA (Lago Norte), fica perto da W3 norte e tem, também, apartamentos novos e com bons preços, para os padrões absurdos de Brasília, mas você precisa de carro para morar lá, o trânsito lá não é tão tenso como no Sudoeste.
      Águas Claras tem ótimas opções de apartamentos, mas o trânsito também é difícil por lá…
      Saudações.

  9. Estou pensando em prestar concurso para professor no DF. Vale a ser professor em escola pública aí em Brasília? Uma amiga me disse que há muita violência nas escolas do DF, por isso faltam professores. ..

    • Oi Renato. Seja bem-vindo!
      Olha, tenho colegas que são professores em escolas públicas do Distrito Federal. A violência varia de acordo com a região, mas, pelo que eu me lembro, você presta concurso para uma região específica, então, no caso, o ideal é escolher uma região que não seja tão violenta, mas isso não significa que você vai enfrentar uma barra e será muito desestimulado como professor.
      Sucesso.

  10. Oi Anderson…
    Sou do estado de São Paulo e também estou pensando em prestar o concurso público para o cargo de Técnico de Gestão Escolar e morar em Brasília. Pela sua experiência, você sabe me dizer como são as escolas públicas lá e se compensa eu ir trabalhar lá?

    • Oi Fernando. Isso depende da escola e da região onde você trabalhará. Depende, também, de seu estilo de vida. Se você tiver a sorte de trabalhar em boas escolas, como já ouvi dizer da Escola Elefante Branco, na Asa Sul, acho que será tranquilo. Mas há boas escolas em várias outras regiões como o Guará. Eu mesmo, estudei em escola pública no Guará há anos. Muito tranquilo.
      O salário de Professor em Brasília, para os padrões brasileiros, é alto, então, vale a pena, sim. Você consegue viver com este salário em várias regiões de Brasília: áreas nobres (especialmente se você tiver mestrado ou doutorado e ganhar um adicional no salário por isso), enfim. Claro que isso depende de seu estilo de vida.
      Saudações.

  11. Muito bom esse post! Com certeza abre muito a visão de quem não mora na cidade e deseja ter alguma ideia do que pode encontrar por lá!
    Eu já estive em Brasília de passagem e, sinceramente, tive que esperar umas semanas para me acostumar com aquele ar seco. Sua garganta e narina podem ficar ardendo nos primeiros dias (como aconteceu comigo), mas depois vc acaba se adaptando com o clima de deserto e isso se torna algo meio que irrelevante depois de alguns dias.
    Como não ficaria por muito tempo na cidade, eu e meus amigos resolvemos não alugar carro nem nada. Saímos a pé para conhecer e “desfrutar” de alguns pontos turísticos dessa maravilhosa capital brasileira (sqn) e acabamos nos sentindo um indigente por lá, tendo que andar por ruas escuras, beirando e atravessando avenidas espaçosas e passando por pontos de ônibus isolados e desertos (uma visão, meio que deprimente).
    Percebi, por experiência própria, que lá não é lugar de gente acostumada com a simplicidade de algumas cidades brasileiras, mesmo as consideradas grandes. Tudo por lá foi planejado para quem tem veículo. Ainda bem que fui sem nenhuma outra expectativa diferente disso, e não tive que pagar nada de aluguel para o pequeno “turismo” que fiz, pois fiquei como hóspede convidado rsr…
    Se quiser qualidade de vida, ao meu ver, Brasília é um local bom para quem tem dinheiro suficiente para ter um carro, um apartamento de qualidade e trabalho dentro da cidade. Aí sim, a visão de lá deve ser completamente outra!! Mas quem não tem essa possibilidade financeira e gosta de simplicidade, vida mais pacata e etc.. acho meio difícil gostar de lá. Na minha opinião, se vc gosta de cidade grande e está procurando uma para viver legal, Curitiba é uma ótima escolha dentro dos padrões brasileiros (já estive lá e achei muito bom; os transportes públicos, por exemplo, acredite, vi funcionar na maioria das situações em que precisei usar.) Se vc não tem essa “tara” por cidade grande, conheço cidades de médio porte nas regiões mais ao sul que são excelentes de se morar, com ótima qualidade de vida, parques, shoppings e etc… em algumas, dependendo de onde vc esteja localizado, pode se dar ao luxo de ir a pé para o trabalho ou até mesmo para qualquer outro ponto da cidade sem precisar gastar com gasolina. Nos finais de semana, pode sair para regiões vizinhas (lá não é difícil encontrar cidades pequenas e muito limpas e organizadas) e isso sem precisar passar por aquela agitação, stress e engarrafamento das grandes cidades brasileiras.
    Vlw!

    • Falas isso porque não conheces Belém do Pará…Eu adoraria mudar de cidade. Quase passei pro Bacen em 2013, mas infelizmente não deu.

        • Você não deve conhecer Belzonti … cidade feia pra dedéu! Também não moraria em Belém nem por decreto.
          Morar em qualquer capital do Brasil é muito ruim, talvez exceto Curitiba e Aracaju. O resto é lixo. Melhor viver em cidade média.

    • Nasceu em Brasília mas odeia a cidade ? Sei não viu , isso tá me parecendo mais uma opinião de alguém que só quer causar polêmica ! Aposto que vc nunca nem esteve na cidade ! A pessoa fala que odeia mas não fala os motivos , o pq … muito estranho isso !

      Parece aqueles brasileiros lixos que vão morar nos Eua ou Europa, e pelo fato de estarem morando lá, ficam falando mal do país, falando mal do povo , nada presta no Brasil ! Se acham superiores pq moram fora … pode passar sufoco em outro país , vivendo o limite, mas faz questão de desvalorizar td no Brasil . Bem o seu estilo !

      Brasília tem a MELHOR QUALIDADE DE VIDA DO BRASIL e é considerada a cidade MAIS DESENVOLVIDA DO PAÍS !

  12. Desde criança tive vontade de conhecer Brasília, surgiu a oportunidade no mês passado eu achei a cidade linda com o céu limpo e dias ensolarados, foi melhor do que eu esperava. Conclusão, quero voltar mais vezes.

    • Brasília é, realmente, um lugar lindo para visitar. Quando falo do Brasil para estrangeiros, sempre, menciono Brasília e arredores como Chapada dos Veadeiros, Pirenópolis… mas viver em Brasília e, no Brasil, de forma geral, já são “outros 500″…

  13. Estou pretendo morar em Brasília com a minha prima,
    Sou de Belém do Pará, estou lendo todos os comentários e vejo muitas coisas negativas acho que Brasília tem o seu lado bom e ruim como toda cidade.
    Eu tenho 23 anos recém formado em ADM e vou buscar os meus sonhos, um salário maior do que estou ganhando aqui na minha cidade e já deixei currículo em vários lugares mas não consigo emprego em minha área a empresa onde onde eu trabalho não nos dão oportunidade de carreira, se você está naquele cargo você vai se aposentar naquele cargo, confesso isso não é a minha cara eu sempre quero mais e mais, novas experiências, novas amizades, novos horizontes. Aqui em Belém somos bastante desvalorizados é mais fácil alguém vir de fora e conseguir uma vaga do que os que moram aqui e estão desempregado
    desempregado.

    • EU SOU EMPREGADO DE UMA EMPRESA PÚBLICA E LÁ TBM NÃO SE CONSEGUE CRESCER. PRA MIM COMPENSA SÓ SE EU PASSAR EM OUTRO CONCURSO.

  14. Já morei em Brasilia, pretendo morar lá de novo. Gostei da cidade, mas o pessoal muito metido e se acha melhor que os outros. Mas fora isso gostei.

  15. Olá Anderson!!!
    Em um paragrafo você menciona do mal atendimento em restaurante e diz que também não há opções, como tem um conhecimento, seria uma boa investir nesta área?

    • Olá, Jefferson. Seja bem-vindo!
      Acredito que estes seriam grandes diferenciais para esse ramo em Brasília. Investir em treinamento dos funcionários, motivá-los, treiná-los e pagá-los bem para que estes atendam bem.
      Sucesso.

  16. Nossa…discussões acaloradas. O ‘Brasiliense” acho que se excedeu e muito. Não precisa disso, a moça só colocou suas impressões. Brasília é de todo mundo, goste ou não da cidade, não vamos demarcar mais fronteiras que beiram a intolerância, a segregação e o ódio só porque alguém diz que não gostaria de viver em tal ou qual lugar. As pessoas tem direito de dizer o que pensam !
    Sou baiano e moro aqui há 11 anos. Morei na asa norte, Guará, Sobradinho e atualmente, Planaltina. Não podemos esquecer que “Brasília” é na verdade a conjunção de 31 regiões administrativas, umas que parecem bairros como Cruzeiro, Noroeste, Sudoeste, Vila Planalto e outras que são bem cara de cidade mesmo como Ceilândia (maior população), Planaltina, Brazlândia e São Sebastião. Optei morar em Planaltina porque queria morar em casa e casa no plano piloto e adjacências é caríssimo, muito caro mesmo. Não ligo para o “elitismo”, moro em uma casa própria, grande, no melhor bairro de Planaltina, perto de pracinha, centro histórico, comércio, padaria, trabalho há 5 minutos de carro e ganho bem, como funcionário público. Consegui depois de planejar bem fugir dos preços absurdos do plano piloto e adjacências, ganhando meu salário de funcionário público e morar em uma cidade que já existia antes de Brasília ser fundada (pertencia a Goiás). Ou seja, cidade de verdade, que lembra o interior. Gosto daqui, somente o que incomoda é a violência que às vezes dá as caras por perto e a sujeira da cidade…infelizmente. Mas preferi aqui pela vontade de morar em um lugar com características interioranas com Brasília (plano piloto) logo ali, há 40 km. No mais, concordando com muitos comentários, e dando-me o direito de estereotipar um pouco, Sobradinho I é legal, bonita e limpa mas parece mesmo uma cidade dormitório, você nem conhece direito seu vizinho, pessoas são frias etc. Planaltina como é cidade de verdade, as pessoas te conhecem, falam com você, tem praças, as crianças correm e brincam lá, você conhece seus vizinhos, tem calor humano…coisas que a maioria do DF não tem.

    • EU NÃO ME EXCEDI EM NADA!
      Só tô vendo um monte de gente sendo injusta aqui, falando mal da cidade, sendo que a maioria nunca veio pra cá !

      Falam mal de Brasília , como se a cidade não tivesse “nada de bom” , “nada funciona” , “nada presta” , “não tem nada pra fazer” … tem gente que é solitária , não consegue fazer amigos e joga a culpa em quem ? B R A S Í L I A !

      “Meus vizinhos não falam comigo … então é a cidade que não presta” , “Moro há meses aqui e não conheço meu vizinho … então a cidade é uma porcaria” , “não consegue se dar bem na vida …. a culpa é de Brasília” … Brasília é culpada de tudo , a pessoa não tem culpa de nada ! E eu como brasiliense (profundo conhecedor da cidade) , sei que muitas coisas que falam não é verdade! É muito fácil vir aqui e falar mal da cidade e não falar da onde é ! A cidade / estado dessa pessoa deve ser uma maravilha, td perfeito ! kkkk

      E para encerrar …. um pouquinho de Brasília pra vcs (estaduais)

      – CIDADE MAIS DESENVOLVIDA DO BRASIL
      – MELHOR QUALIDADE DE VIDA DO BRASIL
      – CIDADE MAIS TECNOLÓGICA E A ÚNICA CIENTÍFICA DO BRASIL.
      – 8° MELHOR PLANEJAMENTO URBANO DO MUNDO (nem Paris tem o planejamento melhor que BsB)
      – Maior cobertura de internet do Brasil
      – Melhor Educação pública do país
      – Melhor Segurança pública do país
      – 2° maior IDH do Brasil (entre as capitais)
      – Menor taxa de desemprego do país entre as metrópoles
      – 3° cidade mais ecológica da américa do sul
      – 2° cidade mais arborizada do Brasil
      – Cidade mais organizada do país
      – 8° maravilha do mundo moderno pelo seu conjunto arquitetônico e urbanístico.
      – Patrimônio Cultural da Humanidade
      – Melhor infra-estrutura do Brasil entre as capitais
      – Os brasilienses tem DISPARADO a MAIOR renda per capita do Brasil
      – 4° cidade mais populosa do país (3 milhões de habitantes)
      – Maior polo de arquitetura moderna do mundo (Brasília é matéria de estudo em todo o mundo, está em todos os livros e idiomas, principalmente pra quem cursa arquitetura e urbanismo, em algum momento vai estudar a minha cidade)

      – Brasília não vive apenas de mídia … como outras por ai … Brasília é uma cidade funcional e não uma cidade do carnaval !

      • Na teoria Brasília é perfeita. Na prática é diferente.
        Ninguém é obrigado e residir em Brasília.

        Devemos avisar os incautos dos problemas da cidade.
        Como que uma cidade que tem uma favela a céu aberto chamada de “Avenida W3 Norte / Sul” pode ser chamada de “nobre”. Só se for no Haiti. Junto a isso o maior depósito de lixo da América latina chamado “Estrutural”, uma das favelas mais violentas do pais chamada “Ceilândia”.

        Brasília vai ficar sem água porque construíram o maior engodo imobiliário do século chamado “Águas Claras” junto a uma invasão chamada “Vicente Pires” bem encima de um banhado que tem a função de captar a água.

        Até não cair um “viaduto do eixão na sua cabeça” você não vai se dar conta do buraco que é a capital “federal”.
        Não adianta colocar grades no pilotis, isso não muda o fato de Brasília ser cercadas de favelas. Agora vai tomar banho de balde e não enche o saco.

        • Olha o outro, falando do q não sabe !
          1° Eu não disse em nenhum momento que Brasília era perfeita ! Não existe cidade perfeita no mundo! Sim, Brasília tem lá seus problemas como todas as outras no mundo, me diz uma q não tem? Mas os problemas de Brasília comparados com cidades centenárias do Brasil que deveriam ser modelos, são até problemas menores ou não tão graves !

          Ceilândia, Águas Claras e Estrutural NÃO fazem parte de Brasília, são OUTRAS cidades! Sem querer desmerece – las mas são realidades diferentes… são cidades SATÉLITES , sem ligação direta com Brasília !

          Avenida W3 Norte / Sul , favela ? É maluco … essa é uma área comercial , sim, em alguns pontos da avenida precisa de uma revitalização mas dizer que é uma favela, é totalmente fora de contexto, até pela própria importância da avenida para a cidade e da sua força econômica.

          E vc está enganado sobre a Estrutural e Águas Claras…leia os jornais… o lixão da estrutural foi DESATIVADO em 2017 ! Foi construído um Aterro Sanitário Ecológico lá, logo não existe mais lixão na Estrutural (que era motivo de vergonha pra nós aqui do DF) , mas chegou ao fim, ainda bem! Sobre Águas Claras …uma cidade de alto valor aquisitivo da sua população, um forte comércio, apesar de ser uma cidade muito jovem ainda…o DF todo é muito jovem né … mas Águas Claras é umas cidades mais jovens do DF e já exerce um poder econômico muito forte. Especulação Imobiliária existe em todo lugar , é muitas vezes uma praga!

          BRASÍLIA SEM ÁGUA? kkkkk …! O q ocorreu foi um racionamento por causa da época de seca, onde os reservatórios geralmente ficam abaixo do normal , até chegar a época de chuvas !

          Sobre o viaduto , isso se chama FALTA DE MANUTENÇÃO ! e não caiu o viaduto inteiro, caiu uma parte dele e foi interditado … não deixa de ser irresponsabilidade do governo de não ter feito manutenção num viaduto q existe desde a construção da cidade ! Mas isso apesar de triste , não tira o brilho da cidade !!!

          OBS:
          Se a capital federal que é a metrópole brasileira que tem a MELHOR QUALIDADE DE VIDA DO PAÍS e é considerada a cidade grande brasileira que é a MELHOR PARA SE VIVER NO BRASIL e que possuí IDH de países de 1° mundo é um “buraco”, vc imagina como não deve ser os outros BURACOS no Brasil !

      • “…CIDADE MAIS TECNOLÓGICA E A ÚNICA CIENTÍFICA DO BRASIL…” Hã?????? de onde você tirou essa bobagem?! que eu saiba as grandes empresas de tecnologia brasileiras não estão em Brasília a maioria delas se concentra na região sudeste e sul, o tal parque tecnológico de Brasília chegou com um atraso de 15 anos! e correndo o risco de não dar certo. Brasília ainda é muito dependente do governo e vive de dinheiro público além de contar com uma iniciativa privada muito restrita e amadora.

        • Marcelo … o q q vc quer rapaz ? Não gosta da cidade ? Brasília é a cidade MAIS IMPORTANTE DO BRASIL, É ÚNICA QUE TEM PODERES NESSE PAÍS ! Sem querer desmerecer as outras (pq todas tem sua importância) mas qndo vejo pessoa q não vão somar em nada, só vem pra criticar, então não vale a pena discutir com essas pessoas.

          As empresas tecnológicas do Brasil (com excessão das militares) não tem força no cenário mundial, até pq se investe muito pouco ou quase nada em ciencia e tecnologia no Brasil e as mentes brilhantes desse país nessas áreas em pouco tempo saem do Brasil e vão trabalhar no exterior (com razão)… as grandes empresas de tecnologia que estão no Brasil, são estrangeiras…então não importa muito onde elas estão situadas…

          Qndo eu falo que Brasília é a cidade MAIS tecnológica do Brasil (o que é verdade) me refiro ao setor público, ao acesso a tecnologia e a formação tecnológica e cientifica ! Empresas Tecnológicas são boas mas não torna uma cidade tecnológica, ela emprega funcionários, o q torna uma cidade tecnológica é a tecnologia q essa cidade oferece para sua população local…no caso de Brasília:

          – Maior Cobertura de Internet do Brasil.
          – Maior Número de Residências com Internet do Brasil.
          – Cidade que possuí maior número de cidadãos com celular por habitante do Brasil.
          – Maior Rede Pública de Wi-fi do país (apesar do sinal não ter boa qualidade)
          – Maior Parque Tecnológico da A.L (Biotic) – Não está em seu pleno funcionamento mas já é o maior.
          – Lacen – Maior e Melhor laboratório público regional de Ciencias da AL.
          – FAPECS – Maior Faculdade de Pesquisas Científicas da A.S
          – Maior Formação Tecnológica e Científica do Brasil.

          Obs:
          – Fora os laboratórios científicos do governo federal q estão sediados em Brasília (Mas esses não contam pq são de nível federal)
          – Empresas Tecnológicas, realmente existem mais no sudeste e sul mas ai já sai da parte pública e entra na parte privada, e o que não é público, não é da cidade, não é do povo…enfim, não conta!

          Brasília tem comércio tbm sabia ? Sim, o funcionalismo público ainda é muito forte aqui, mas isso tá mudando (até pq Brasília só tem 58 anos de vida né). Mas Brasília tem o 3° maior polo empreendedor do Brasil e o 3° comércio mais forte do país e agora o maior parque tecnológico da A.L…esse parque veio pra mudar a matriz econômica da cidade , além de fortalecer a economia loca e produzir tecnologia e ciência , vamos ver qndo estiver em pleno funcionamento… mas pelo q eu ouvi falar o GDF está negociando com grandes empresas tecnológicas para trazer para esse parque como Oracle, Google, Microsoft e um grande laboratório científico da Inglaterra.

  17. Adoro Brasilia. Morei anos em São Paulo anos em Mato Grosso. Fui varias vezes para Brasilia no começo não gostava dai fui apresentado a cidade por amigos de Brasilia. Adorei. Vou arrumar as malas e bora para Capital. Morar no plano piloto .
    Melhor lugar não ah.

    • Visitar Brasília é muito bom, assim como o Brasil, de maneira geral, já residir são outros quinhentos… O que pensa de São Paulo e Mato Grosso, Luiz?

    • Brasília é a cidade mais horrível do mundo se pudesse chamar de cidade. como não é cidade, é só o lugar mais horrível do mundo. Brasília não passa de um amontoado de prédios para funcionários públicos dos primeiros escalões do governo, na verdade pode se dizer que Brasília não passa de um grande condomínio. Mas cidade não é.

  18. Concordo em parte com muitas coisas colocadas por você Anderson, tenho um grande afeto por Brasília. Sou do Rio de Janeiro e vivi em Brasília por 7 anos, toda minha adolescência, época de ouro, de 1973 à 1979. Assisti a muitos feitos e ao desenvolvimento da cidade, só tenho recordações maravilhosas. Mas desde o final dos anos 70 que os pontos de observação colocados por você ocorrem. Brasília é realmente uma cidade do funcionalismo público e segundo amigos que vivem lá até hoje, tudo gira em torno deste clima, desde as “panelinhas” que se estendem da sala de trabalho, passando pelos bares até os clubes esportivos. É uma sociedade aonde se deve ter cuidado com os relacionamentos, pois a política ultrapassa as quatro paredes do ambiente de trabalho e se construir amizades sinceras e verdadeiras parece que ficou na década de 70. Mas têm seus pontos positivos como proposta de cidade, qualidade de vida e outros atributos que não temos em outras cidades Brasileiras. estive em Brasília pela última vez em 2010, a cidade está bem mais tumultuada e se desenvolveram outros conglomerados habitacionais como Águas Claras, que se desentonam da proposta do Plano. Fiquei decepcionado também com a decadência da avenida W3. Mas o conjunto parece ainda funcionar bem.

  19. AS pessoas tem que entender que Brasília é feita para grupos ou casais ou casais de grupos. visitar Brasília é uma coisa, morar em Brasília é outro complentamento diferente. morei 15 anos no sudoeste, e passei a maior parte desse tempo dentro do apartamento, só saia para as tarefas cotidianas. Brasília não é flexivel. dependendo de onde você morar e trabalhar, você vai penar com transporte publico ou mesmo de deslocar no seu carro particular.

    Morar no plano é morar perto do trabalho. mas o preço é muito caro além de passar a maior parte do tempo isolado e até mesmo solitário. Morar longe do plano é enfrentar todo dia um engarramento em uma cidade que não tem mais do que 50 anos. imagine os proximo 50 anos de Brasília?

    Só existe tranposte publico constamentemente em Brasilia só para o plano piloto, e ainda assim só para a esplanada.

    Em Brasíilia seu tempo vai passar e se você não fizer o que está escrito no roteiro: estudar, trabalhar, namorar, casar e esperar a morte depois dos seus filhos fazerem a mesma coisa, então você vai achar que é o pior lugar do mundo.

    A vida nã pode ser só trabalho, casa, grupo de casal ou de amigos e pronto. Em Brasíia não tem ruas. e onde tem algo parecido com ruas são nas cidades satélites, mas essa ficam longe e são em sua maioria perigosas.

    Uma coisa muito estranha em Brasília: as pessoas que moram no plano piloto acham que moram na Europa. Achando que estão SEGURAS, quando na verdade elas estão aenas ISOLADAS. Hoje, mais uma caso de assassinato de ciclista aconteceu.

    Brasília é uma cidade para esperar a morte sem fazer nada. apenas o básico ou o roteiro rotineiro da vida. Se você quer isso, então Brasília é seu lugar. Uma cidade onde tudo é igual. onde não tem muito rico tem muito pobre. não tem ruas. nada é distindo. A unica diferenção que vc vai ver em Brasília é se é rico ou pobre, se é funcionario publico ou funcionario privado, tercerizado ou comissionado. Brasilia reduas a todos a essa dicotomia .

    Brasília por ter nascido de ideais comunistas, é uma cidade para grupos. se você não participar de um grupo esteje preparado para uma vida solitária.

    • O Renato disse tudo em relação à Brasilia. Mas essa rotina diária não é apenas em Brasilia. Nas grandes cidades ou até mesmo o interior está mudando muito. viajei para a cidade da minha mãe na Paraíba e achei o comportamento das pessoas muito mudados. Até minha mãe fala que muita coisa mudou.

  20. pessoal que falam mal de Brasília é porque nunca moraram em Belém do Pará! aqui trabalhamos para sobreviver, temos belas praias, igarapés, rios, mas tudo com custo muito elevado. temos uma das mais caras cestas básicas do país,aluguel de imóvel nem se fala, umas das maiores especulações imobiliárias estão aqui, salvo engano, só perdemos para a capital do Rio de Janeiro. o trânsito por aqui é horrível e de qual capital não é hoje? desconheço!
    como já dito por pessoas que nasceram e moram hoje no DF lá tem mazelas como em todas as capitais do Brasil. violência tem em todo lugar. estive em Brasilia no mês passado, achei o transporte público bem deficitário, mas uma coisa é inegável que para quem busca um concurso publico aí é o local de oportunidades, muitos tribunais, ministérios, secretárias, principais autarquias do país. aqui em Belém demora anos para se ter concurso, as vagas em órgãos públicos são mais cabides eleitorais, enfim!

    • Concurso público tem em todo lugar, não é só no DF não. E outra, cada vez mais está cada vez mais dificil passar em concurso que valha a pena e ser nomeado. Esses últimos concursos do GDF não estão chamando quase ninguém. Passei no da saúde onde no penultimo concurso só para técnico administrativo foram nomeados mais de 3 mil, e nesse não chegou a 400 e ta vencendo. Passou dois anos sem nomear ninguém , apenas técnico em enfermagem. Portanto, vc que está querendo vir morar aqui visando somente concursos, não venha!!

      • ednilson, minha ideia hoje é passa em um concurso de cidade média, ou mesmo pequena, e ficar por lá. até a aposentadoria. rsrsrs as pessoas se enganam muito com brasília. acha que passar em um concurso vai resolver todos os problemas dela.

  21. Li todos os comentários.
    Tenho 45 anos e moro em Brasília desde os meus 20.
    Já morei na Asa Sul por 9 anos, no Núcleo Bandeirante por 2, em Taguatinga Sul e atualmente moro em Águas Claras.
    Eu vim pra cá com muita vontade de trabalhar e como os mineiros dizem: vencer na vida. Já fui caixa de supermercado, bancária, vendedora de consórcio de veículos/ motos e nos últimos 15 anos vendedora de veículos o km de salão. Estou em casa cuidando de filhos há 4 anos.
    Aqui em Brasília como vendedora de carros eu trabalhava de segunda a segunda, e aos finais de semanas sempre em feirões até 9 da noite. Na verdade eu nunca saí para curtir aqui em Brasilia porque é tudo muito longe caríssimo.
    Ou eu juntava grana pra comprar o meu apto ou eu gastava nas baladas. Optei POUPAR.
    Nesse meio tempo, moramos 5 anos em Goiânia. Lá não tem nada a ver com Brasília. Em Goiânia a pessoa vive de verdade.
    Tivemos que voltar pra Brasília.
    Brasilia é assim: ou você puxa saco de político ou você puxa carroça. Eu sempre puxei carroça e sempre trabalhei feito uma jumenta pq eu não consegui parar para me dedicar para um concurso público. E não me arrependo pq já vendi o meu apto e Tchau Brasilia pra NUNCA MAIS morar aqui.
    E eu tenho um olhar crítico pq sou muito realista. E Brasília já está insuportável para se viver.
    A verdade tem que ser dita: – aqui você vai encontrar o PIOR transporte público: o metrô não te leva a lugar nenhum; os ônibus são lotados e há muitos e muitos assaltos todos os dias (só que só passa nos jornais locais); o MST não sai daqui e esses integrantes ganham lotes de graça ocasionando em favelas, manifestações agressivas; até os índios vieram fazer a festa na Esplanada quebrando e destruindo tudo pela frente pq o governo libera em troca de voto; aqui em Brasília TUDO é motivo para fazer GREVE. O combustível aqui é o mais caro do país; o trânsito nos 4 cantos do Distrito Federal é abominável; a disparidade de preços nos mercados é absurda e isso acontece pq existem os que pagam por um produto 4 ou 5 vezes mais caro; as taxas de condomínio são as mais absurdas de caras que já vi e isso pq só tem um piscina minúscula e uma academia cheia de aparelhos antigos. Ah…O prédio não tem nem 10 anos de construção. O aluguel é caríssimo mesmo há 30 km do Plano Piloto. A violência aqui aumentou e muiiiitttto. As pessoas vivem numa prisão que são suas próprias casas. Até nos telhados das casas estão colocando grades pq os bandidos entram por cima.
    O trânsito em Brasilia é tão…mais tão ruim que existem dois motivos para uma pessoa aceitar: 1° comprar o carro do ano; 2° comprar o último lançamento do celular e depois ficar no trânsito infernal por 2 ou 3 horas só para chegar no trabalho.
    Ah…aqui em Brasília as multas de trânsito são divididas em 10 vezes no cartão de crédito, sabe por quê? Porque aqui é uma máquina de fazer dinheiro. Então, você que sonha em ser um funcionário público aqui em Brasília vai ganhar bem, vai ficar horas e horas no trânsito feito um idiota dentro do seu carrão e mexendo no seu celular, se for mãe ou pai vai delegar seus papéis as babás, vai pagar caríssimo para os seus filhos estudarem na escolas privadas= particulares porque as públicas não têm compromissos para com os alunos ( sempre dizendo que é culpa do Sistema = governo) e os professores vivem de atestados e aqui em Brasília não existe professor substituto. Só se o professor faltar 15 dias seguidos aí a escola vai tentar um substituto (experiência própria pq tenho 2 filhos na pública ) e já estudaram na particular, mas não demos conta de pagar. É caríssimo.
    Você vai gastar tanto, mais tanto tempo e combustível para chegar no seu trabalho que isso vai virar uma rotina que os governantes querem: que você deixe quase todo o seu mega salário que ganhou aqui mesmo, entendeu?
    Cidade com a melhor qualidade de vida? Onde? Já foi.
    Aqui é uma máquina de fazer dinheiro para os grandões.
    Em duas décadas Brasília saltou de 800 mil habitantes para quase 4 milhões.
    Ruas largas e lotadas de veículos 24 horas por dia.
    Quer relaxar? Compre um carro do ano e um celular de última geração e venha pra Brasília.

    • Mas o transporte público de Brasilia melhorou muito. O metrô , por mais ruim que dizem ser, ainda é eficaz.Transito ruim é comum a qualquer cidade e as multas tbm. Acho o trânsito de Goiânia pior do que daqui. muitos semáforos, cruzamentos, pistas estreitas. E a violência lá só cresce! Antigamente eu achava goiânia um modelo de cidade, mas não acho mais. Tem cidades melhores.

  22. Continuando…
    A Saúde Pública é a cara da CORRUPÇÃO. Sempre tive plano de saúde qdo eu trabalhava. Há 5 anos não sei o que um médico porque nos Postos de Saúde e nos Hospitais Públicos só atendem depois que vc estiver 5, 8 horas ou dias na fila e se você estiver morrendo mesmo tipo: sangrando muito, vomitando na cara deles ou qualquer coisa parecida. Há 2 anos tive um amigdalite fortíssima e quando fui obrigada a ir ao Posto pedir ajuda pq eu estava muito mal há dias e os meus filhos precisavam de mim… foi horrível. Depois de horas implorando por uma Receita para comprar os antibióticos, ainda vieram uns 8 funcionários me questionando do meu prontuário, alegando que não encontraram e dizendo que eu não podia ser atendida. O meu esposo ficou em pé à porta só de olho para ver quem teria coragem de me colocar pra fora à força. Esse P.S. fica aqui em Taguatinga Sul – abaixo da Feirinha dos Importados – pois é o Lugar onde atendem os moradores de Águas Claras. Os planos de Saúde particulares foram feitos só para quem tem muita, muita grana mesmo.
    Ah…e o péssimo atendimento em geral aqui em Brasília não tem nada a ver com a aparência, cor de pele, etc, pois somos do Sul e eu e os meus filhos somos de pele clara e olhos claros. É MÁ ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA mesmo e uma tremenda falta de respeito para com o próximo.
    Na minha ida ao P.S. foram solicitados uns exames e até hoje não consegui fazer pq NUNCA tem REAGENTE QUÍMICO para tal. Se vc for lá na Policlínica, as atendentes vão lhe dizer, sem olhar na sua cara e muito menos um bom dia – que NÃO TEM PREVISÃO.
    Gracas a DEUS os meus filhos NUNCA adoeceram nesses longos 11 anos do nascimento do 1° e do 2°.
    Na verdade eu não entendo, pois esses funcionários públicos estudam pra caramba pra passar num concurso e quando estão lá são mais ANALFABETOS FUNCIONAIS do que qualquer outra coisa.
    Qdo alguém lhe falar em Parques, saiba que pela população de Brasilia eles passam de longe do que de fato deveria ter. Aqui mesmo no Parque de Águas Claras você anda com cachorros, bikes, corredores e pessoas que caminham numa pista muito estreita. Os outros são um formigueiro.
    As pessoas aqui nunca vão lhe dar um bom dia porque elas já têm os amigos delas: carrão do ano e o celular de última geração. Observe o comportamento no trânsito: um carro pra 7 pessoas, porém só com o motorista e pior: usando duas faixas quando param nos sinais. É como se o carro fosse um objeto de status: param bem no meio da pista para se mostrar.
    A vida delas é: casa, posto de combustível (aqui são milhões deles e todos formam um cartel= crime organizado), trabalho, bar ou faculdade, posto de combustível novamente e casa.
    É compreensível a frieza dessas pessoas pq BRASÍLIA foi feita para ARRECADAR MUITO DINHEIRO. Ela precisa de gente assim: que troque de carro anualmente mesmo que seja financiado em 72 meses (eu trabalhei na área e sei do que estou falando ). Essas mesmas pessoas pagam 3.500/ 4.000 de aluguel (valor cobrado no apto de 3 quartos da minha vizinha ) e não é mais do que 90 metros. Elas pagam 1.200 de taxa de condomínio onde só tem uma piscina e só liga o aquecedor na sexta-feira. Elas pagam 1.800 numa escola particular mediana para ensino fundamental 1 e etc, etc, etc. Ah…aqui não existe carro sem seguro e pense: é quase o valor do carro porque aqui o índice de roubo é altíssimo ( trabalhei na área e sei do que estou falando). Aqui quando um carro bate…vêm mais 30 batendo sucessivamente na sua traseira. Isso se chama ENGAVETAMENTO.
    AH…e de 4 anos pra cá piorou muito pq os empresário só querem vender. Não interessa se o trânsito está um CAOS. Eles querem LUCRO e só você dará isso a eles sabe como: sendo um morador de Brasília.
    Boa Sorte! Você escolhe: aprender com amor ou na dor. Eu infelizmente aprendi com a DOR.

    • Tereza, obrigado por compartilhar a sua história conosco. Eu, infelizmente, compartilho de seus dizeres… é lamentável.
      Espero que você esteja em uma cidade que lhe traga mais qualidade de vida e que, num futuro não muito distante, nós possamos mudar os comentários a respeito das cidades de nosso país.
      Saudações.

  23. Este texto parece que fui eu quem escrevi. Queria até compartilhar, mas fiquei com medo dos Brasilienses virem com as pedras na mão, e achei melhor não, para não causar mal estar. É uma cidade estranha, uma cidade onde as distancias entre as ruas se assemelham entre as distancia entre as pessoas. Há muito espaços vazios e falta muito para se construir…(de forma metafórica também). Parabenizo pelo texto e pela coragem em dar sua opinião! É claro que existem pontos bem positivos, mas esses pontos positivos não se enquadram em todas as situações. “esta cidade nem parece de verdade”. As pessoas na maioria das vezes nem parece existir, ou melhor nem parece que existem outras pessoas no mundo, somente elas… Quem nasceu em Brasilia, será feliz porque tem raízes lá, porém quem não tem por lá, é melhor nem ir buscar…porque vai sofrer bastante com todas as coisas que você falou e outras mais….

    • Acho engraçado que as pessoas se referem a Brasilia como se fosse uma cidade diferente de todas! Não é bem por aí! Principalmente nas grandes cidades. Aqui tem umas coisas meio estranhas mesmo , mas não tão diferentes das demais cidades, principalmente nas capitais. É só correria, trânsito caótico, ambição , dinheiro, problemas de saúde , mentais… depressão!!

    • ledo engano. sou de Brasília…e a há 16 anos peno neste lugar(no sudoeste)…. hoje moro em águas claras, mas como sempre digo, enquanto existir toda a centralização da cidade no horrível plano piloto, todos os empregos serem concentrados no plano piloto também, (o que é a cidade de Brasília de fato), nada nesse lugar vai prestar. ficar 04 horas no transito, duas para ir e duas para voltar, isso já está me irritando de maneira…voltar para casa só para dormir….se eu que moro em águas clara já acho horrível, imagina quem mora nas cidades satélites mais distantes…

  24. Tem coisas que falam de Brasília que é comum a qualquer cidade. O problema são as pessoas que estão mudando e o egoísmo imperando.

  25. Oi, sou de Brasília mas eu moro no exterior, eu antes morava no Guará. Se a pessoa tem grana para morar em Brasília ou nas satélites melhores tipo Guará, Cruzeiro etc vive bem, se tiver que morar tipo em Samambaia ou Ceilândia aí começa a ter problemas. No entorno então nem se fala. Porém você entre morar no Rio ou Brasília escolho Brasília,se tivesse que voltar iria para o Sul.
    Infelizmente o Brasil está todo assim: ideias velhas, atrasadas, o povo acostumado com coisas ruins. O problema não é Brasília mas o Brasil inteiro

    • Mania que as pessas daqui tem que achar que cidades é de Taguatinga pra lá! Se for os lugares menos favorecidos é tudo de ruim! Guara é mais um lugar esquisito que faz parte desse DF!

  26. Oi!
    Obrigada por disponibilizar o blog. Eu já não estava muito a fim de prestar concurso pra BSB e, depois desse texto, decidi que quero morar em Curitiba. Que me perdoem os brasilienses, mas eu prefiro a simplicidade e valorizo o meu dinheiro. De que adianta trabalhar só para pagar contas e não aproveitar a vida? Cidades muito grandes não me apetecem. Sou de Natal-RN e aqui o povo é hospitaleiro e feliz. Você chega aonde quiser em “um pulo”. Se vive com pouco e ainda sobra. Infelizmente, a violência que se instalou aqui me fez perder o encanto pela cidade. Agradeço mais uma vez.
    Bye!

    • VC falou que cidades muito grandes não te apetecem. Nem a mim tbm . Detalhe: Brasilía não é considerada uma cidade muito grande que nem São Paulo e Rio. Deve ser até menor que Curitiba.

      • Olá, Ednilson. Seja bem-vindo!

        Brasília, realmente, não é, ainda, uma cidade muito grande, em comparação a São Paulo, Rio de Janeiro… De fato, não gosto de cidades muito grandes. O que me incomoda nos grandes centros urbanos (especialmente no Brasil) é o excesso de pessoas. Acredito que gente demais significa problema demais. O único grande centro urbano que eu me senti à vontade e voltaria a viver tranquilamente é Banguecoque, na Tailândia. Eu sou apaixonado pela Tailândia (vivi alguns anos lá). Na verdade, em termos de qualidade de vida, especialmente em relação ao quesito criminalidade e violência, a Tailândia me encanta.

        No continente Europeu, as capitais de alguns países são tão pequenas e há tão poucas pessoas (em comparação ao Brasil, por exemplo) que eu me sinto, em grande parte delas, em uma cidade pequena (por exemplo Ljubjana, Zagreb, Bratislava, Pristina), mas, obviamente, com uma qualidade de vida incomparável a qualquer cidade brasileira (grande, pequena ou média).

        Inclusive, viver até em um dos países mais pobres do Leste Europeu, Kosovo, implica maior qualidade de vida e cidadania do que no Brasil, e a um custo baixo.

        Saudações.

        • Eu tbem não gosto de cidadesr muito populosas. Por isso não tenho vontade de morar em São Paulo e Rio de Janeiro. Cidades muitinerante grandes os problemas tbm são grandes.

  27. Gostaria de compartilhar este texto aqui:

    A maior mentira brasileira por Ruy Fernando Barboza

    A maior mentira brasileira é Brasília. Aquilo (chame de labirinto, monumento, brinquedo, arapuca, utopia, absurdo ou o que mais quiser – cidade é que não é) já nasceu como uma múltipla mentira, e como mentira sobrevive.

    Tenho amigos queridíssimos em Brasília, e que amam aquilo. Um deles, doutor em transporte urbano, revelou-me que, na opinião de muitos urbanistas, Brasília será abandonada no futuro, por ser inviável. Ficará apenas como patrimônio da Humanidade (o que já é – um símbolo muito bonito do lado incompetente da humanidade) e monumento a Juscelino (o que ela sempre foi). As pessoas terão de ir pra outro lugar – um que seja habitável. Mesmo assim, meu amigo gosta de Brasília. Resisto um pouco a entender esse amor, mas o amor é assim mesmo, muitas vezes inexplicável. Não há pessoas que amam quem as espanca? Não há pessoas que amam morar no Alaska, na Sibéria, no alto do Himalaia, em Teresina, em Manaus, em plena selva, no deserto? Pois então, por que não em Brasília?

    Haveria muito que falar, mas vou me limitar a poucas linhas e itens (se quiser saber mais, remeto você ao livro de 366 páginas “A Cidade Modernista”, do antropólogo estadunidense James Holston, publicado pela Companhia das Letras. O livro me ajudou a entender o engodo brasiliense, e baseia o que digo e cito aqui).

    É mentira que Lucio Costa idealizou Brasília. O projeto que originou Brasilia – o de uma “cidade” vista como ideal, revolucionária e que tinha a pretensão de mudar as estruturas da sociedade, está (desde a década de 1920!) muito bem elaborado, em seu traçado e seus edifícios, por Le Corbusier e pode ser visto nos seus livros “Uma Cidade Contemporânea para Três Milhões de Habitantes” (de 1922) e “A Cidade Radiosa” (de 1930).
    Este projeto foi consolidado como modelo, desde a década de 1930, pelo grupo de arquitetos e urbanistas denominado CIAM (a sigla vem de seus encontros periódicos, os Congrès Internationaux d’Architecture Moderne). O grupo, segundo afirma o próprio Le Corbusier em 1933, era composto por “sindicalistas catalães, coletivistas de Moscou, fascistas italianos e (…) especialistas técnicos de visão aguçada”. Nos seus manifestos e desenhos, está tudinho que Costa copiou. A começar pelo objetivo, explícito, de criar um novo tipo de cidade que criaria um novo tipo de sociedade, acabando com o capitalismo. Os planejadores de Brasília, assim, copiaram desde os princípios segundo os quais o planejamento urbano deveria levar em conta cinco funções da cidade: moradia, trabalho, lazer, circulação, e centro público (para a administração), e tudo isso baseado num zoneamento em que as funções se dividem em setores mutuamente excludentes em termos de ocupação territorial – gerando aquela maluquice que põe os postos de gasolina num extremo, as diversões em outro, a escola das crianças em outro, os restaurantes em outro, e por isso as avenidas larguíssimas separando tudo, e impedindo que se ande a pé.

    O fato é que o projeto elaborado pela equipe de Le Corbusier e do CIAM é, com pequenas adaptações (a leveza do estilo da arquitetura de Niemeyer, por exemplo), o que é Brasília.
    Estão lá os dois grandes eixos viários ( “para o tráfego de alta velocidade”, segundo o francês); as superquadras residenciais ao longo de um dos eixos; as áreas de trabalho ao longo do outro eixo; o centro público num lado do cruzamento dos dois eixos; e – se houvesse alguma dúvida – até mesmo o grande lago artificial para a area de recreação e o cinturão verde rodeando a cidade! Os croquis de Le Corbusier, de 1922 e 1930 não deixam margem a dúvidas, pois, repito, está tudo lá! E tudo isso foi escondido no “projeto” de Lucio Costa, que apresenta o plano como surgido espontaneamente, e fechado em si. Como uma idéia genial, em que muitos acreditam até hoje.

    Outra grande fajutice foi, ao que tudo indica, o próprio “concurso” para a escolha do projeto de Brasilia. Não houve propriamente um concurso. A não ser formalmente. Houve um edital,um júri e concorreram 26 escritórios de arquitetura e urbanismo. Holston dá um exemplo de por que outros projetos, na justificativa do júri, foram rejeitados. A respeito do plano do escritório MMM Roberto, o júri reconheceu que nunca no mundo fora feito “um plano mais abrangente e profundo para uma nova capital em sitio aberto”, mas seria preciso gente demais para executá-lo! O plano do ecritório MMM Roberto tinha “séries de plantas, volumosas projeções estatísticas sobre crescimento populacional e econômico, além de planos detalhados para a administração e o desenvolvimento regional”. Talvez se esse tivesse sido o plano escolhido, o Distrito Federal não seria hoje o desastre que é – um Plano Piloto onde a renda media dos habitantes é uma das maiores do mundo (paga por nós, contribuintes brasileiros) e onde não há pobres, pois estes só podem habitar os imensos favelões das cidades satélites, dominadas pela miséria, o banditismo e a violência.
    E mais: “nenhuma linha de desenho técnico, nenhuma maquete, estudos de uso da terra, mapas demográficos ou esquemas para desenvolvimento econômico ou organização administrativa – em suma nada senão a idéia”(ainda por cima copiada, como vimos) “de uma capital”! Mas o júri se declarou encantado com o malandro texto de Costa, verdadeira poesia, “lírica e impactante”.

    Deu no que deu.

    • Renato, vc deve ta enganado em falar que o Plano Piloto só tem rico e todas as cidades satelites são favelões. E em relação ao trânsito de Brasilia é ruim, mas nem se compara com o trânsito caótico de São Paulo. vc mora em que estado??

  28. Renato, com certeza vc não conhecer Brasilia pra falar que no Plano Piloto só tem ricos e que todas as cidades satélites são favelas!! Abra essa mente. Talvez vc more em São Paulo ou no Rio onde tem muita desigualdade social pior do que aqui e não é como vc mencionou. E fora o transito de São Paulo que é muito mais caótico do que aqui!!

  29. Renato, copiei e colei parte do seu texto. Falou sim que pobres só habitam os imensos favelões das cidades satélites. Grandes favelões tem é no Rio e em São Paulo. E o que mais tem é pobres que se brincar não tem condições nem de morar em favelas e estão lá. Pagando bem caro e não vejo essa qualidade de vida toda!

    ” Distrito Federal não seria hoje o desastre que é – um Plano Piloto onde a renda media dos habitantes é uma das maiores do mundo (paga por nós, contribuintes brasileiros) e onde não há pobres, pois estes só podem habitar os imensos favelões das cidades satélites, dominadas pela miséria, o banditismo e a violência.”

    • O texto Edinilson é do Ruy Fernando Barbosa, achei por aí pesquisando em blogs. o texto se não me engano é de 2012. Talvez ele tenha exagerado que as cidades satélites são favelões. Mas o por do sol não está longe disso não. O que acho mais importante no texto, é que de acordo com urbanistas, Brasília será abandonada no futuro. E eu acho que isso é o que vai acontecer mesmo. Hoje é praticamente inviável ter carro em Brasília. Todos esses engarramentos em direção ao Plano Piloto já estão insuportáveis. O Plano Piloto, o que chamamos de fato de Brasília, acabando o mal fadado Noroeste, não vai caber mais ninguém. Ou seja, ninguém mais vai morar no Plano Piloto. Porque além de ser tombado não teria mais espaço. Os restantes são para fazer apartamentos com cara de 50 anos atrás mas que custam o olho da cara.
      Dessa forma, o único jeito de Brasília crescer são nas satélites. Porém aí existe mais outro problema: como as satélites são em sua maioria cidades dormitórios, onde o governo do DF, é sabido, que para não adintar o fim de Brasília, não transfere empregos públicos ou privados para as satélites, então ficamos naquela: mais engarramentos em direção ao Plano Piloto.
      Acredito que se não houver uma urgente descentralização dos empregos no DF, distribuindo-os para cidades satélites, e fazendo um anel viário que cortasse as cidades satélites, acho que Brasília vai ser abandonada mais cedo do que é previsto.

      • E fora o Centro Administrativo de Taguatinga , que era para transferir as secretarias do governo para lá e segundo o Rolemberg o custo sairia mais caro! Vamos ver o que o Ibanês vai fazer.

        • isso. quando Rollemberg anunciou que não ia transferir ninguém para o centro administrativo, eu tive uma decepção. tinha votado nele. depois dessa larguei de mão a política do DF. Aqui ninguém pensa no DF, pois isso aqui não passa de uma casa da mãe joana. Por isso ainda tenho em mente sair daqui. Você viu está aberto o concurso em Cristalina. eu e um amigo estamos fazendo concurso nessas cidades pequenas de MG e GO…. Agora, você já ouviu algo a respeito do Estado do Planalto Central? acho interessante essa ideia, pois como diz o texto, Brasília dificilmente chegará aos 100 anos. Pesquise aí sobre o Estado do Planalto Central.

  30. Renato, política é podre em qualquer lugar.Não ache que é so aqui no DF. O Rio de Janeiro mesmo estava um caos devido a tanta corrupção! Aqui é um dos lugares que ainda é menos pior nesse sentido. E por que Brasilia não chegará aos 100 anos? rsrs Todas as capitais só crescem. Por isso que as merdas dos problemas tbm. E sobre as cidades , eu não moraria em qualquer lugar só para sair daqui. não gosto de cidades muito pequenas com pouco desenvolvimento.

  31. Renato, política é igual em todo lugar. Vc viu como ficou o Rio de Janeiro depois da copa e das Olimpíedas?? A corrupção está em todo lugar. A corrupção está generalizada. Em relação a essas cidades que vc está fazendo concurso não é de todo lugar que gosto e não vale tudo pra sair de Brasilia. Não gosto de cidades muito pequenas e com pouco desenvolvimento. E de onde vc tirou essa história que Brasilia não chegará aos 100 anos!? As cidades só crescem juntamente com os problemas.

    • é só você multiplicar tudo que está acontecendo hoje por 02. se nada for feito. dificilmente Brasília chegará aos 100 anos. Não há como Brasília dar certo, com toda essa centralização de tudo no plano piloto.

      • Se não for feito nada urgente cidade nenhuma vai dar certo com tantos problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *