5 razões pelas quais textos devem ser revisados

1. Todo texto constitui um processo de construção, sempre, inacabado. Quanto mais revisões são feitas em um texto, em momentos diversos, melhor este estará estruturado e escrito. Inclusive, a primeira revisão, sempre, deve recair sobre o autor do próprio texto. É importante planejar o texto, antes de escrevê-lo, e, após a redação, a revisão é fundamental.

2. Ainda que alguém se considere um bom escritor, precisará de revisão, sempre. Colocar-se no lugar de alguém que não comete erros é presunçoso. E qual é o problema em relação a isso? Não importa o quão maravilhoso(a) alguém se considere, o texto terá erros e sempre poderá ser melhorado (o nosso pensamento não é perfeito. A escrita reflete o pensamento, e a Língua auxilia à organização do pensamento, mas não é um processo absolutamente perfeito).

3. Se é complicado falar em “plenitude” para o texto, mesmo após a revisão deste, imagine se este não for revisado? O texto, como produto de nosso pensamento, precisa ser, antes, durante e após o processo de redação e publicação, revisado. Não há garantias absolutas em relação ao texto, especialmente quando este não é revisado.

4. Ainda que não haja problemas gramaticais ou ortográficos no texto, pode haver problemas relativos a aspectos não verbais, que se referem, também, à língua, como as cores utilizadas neste, a distribuição dos parágrafos, organização dos capítulos do texto, a distribuição das ideias ao longo do texto, uso de determinados caracteres, layout de página. E, dependendo do serviço contratado, a revisão recai, também, sobre esses aspectos (eu os intitulo de Revisão Crítica). Também é possível deixar o estilo do texto mais adequado para determinado gênero (mesmo que estilo seja de cada um, determinados estilos não devem vigorar para textos acadêmicos, por exemplo).

5. Os filósofos já diziam que o olhar do outro é “melhor”. Isso significa que, às vezes, estamos presos em nossa própria realidade, em nosso próprio olhar. Nesse sentido, um olhar lúcido de um terceiro, experiente, é fundamental. É nesse sentido que surge o Revisor de Textos. Ele surge para trazer ao texto certa lucidez, ele é um terceiro que traz grandes contribuições, mas deve-se lembrar que ele não é autor.

Share on Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *