Formatação conforme APA

Formatação conforme APA: diálogos com um cliente

Compartilho com vocês trecho de um e-mail escrito a um cliente, a respeito de alguns esclarecimentos sobre Formatação conforme normas APA (American Psychological Association) para que vocês conheçam meu trabalho.

Prezado cliente, boa tarde!

Envio neste e-mail, para que você possa tirar as suas próprias conclusões, algumas reflexões sobre como organizar alguns gráficos em seu trabalho (já que não há regra absoluta proposta pela APA sobre o assunto). 
A APA não traz especificação por escrito sobre como as figuras, gráficos etc. devem aparecer no trabalho (tampouco, no Brasil, a ABNT (Associação Brasília de Normas Técnicas)). Na verdade, a ABNT sugere consulta a um manual do IBGE para essas questões). 
O manual da APA traz exemplos visuais, mas isso não implica regra necessariamente, inclusive, pois os padrões que ele traz divergem de uma figura para outra (você pode verificar no manual da sexta edição das normas APA). 
Eu sugiro que mantenhamos o título “Gráfico” e que haja nota referenciando o gráfico e a fonte do gráfico, abaixo deste (para Figuras, o manual traz, visualmente, o título acima da Figura e, abaixo, aparece o número da figura em itálico). 
O capítulo 5 do manual trata de figuras e gráficos (pág. 125). Dê uma olhada, por favor, para você tirar as suas próprias conclusões para chegarmos a uma definição de um padrão de uso em seu trabalho).
O pensamento que lhe disse está correto, sobre a APA considerar figura como gráfico. Na pág. 127, por exemplo, o manual traz essa segmentação, veja:
“Figures such as graphs are initially”.
No manual, uma vez ou outra eles trazem o termo “gráfico” ou “aspectos gráficos”, mas não trazem exemplo em que o gráfico se refere, visualmente, ao termo “gráfico”. Na verdade, como lhe enviei por Whatsapp, aparece um gráfico em que o manual intitula de figura (nesse sentido, o gráfico é, para a APA, uma categoria de figura).
Outra questão, o manual é um guia para publicação de artigos acadêmicos, e não de dissertações e de teses. Então, é preciso fazer algumas adaptações.
Sobre a fonte da tabela ou figura/gráfico, se tiver sido feita por você, imagine que você tenha tirado figuras, tabelas de outros materiais?
Nesse caso, é importante apresentar a fonte, para que não haja plágio. Para isso, seria interessante referenciá-la na nota que especifica a tabela/figura/gráfico etc. (ao final das notas).
Se tiverem sido adaptadas, você, também, deve especificar na nota do elemento visual (“adaptada de”).
Se você perceber, visualmente, eles inserem uma quebra entre o número da tabela e o título desta. Ex:
Tabela 1
Título da Tabela
Você não precisa seguir essa lógica à risca, pois o manual não tem nada escrito sobre ela. É, apenas, um padrão visual.
Fica claro, a respeito de seu manual, que as tabelas, figuras/gráficos são referenciadas no texto antes que apareçam.
Ex:
De acordo com a Figura 1, o Brasil…
FIGURA 1 
Podemos manter o seu padrão de organização, mas seria preciso inserir os títulos abaixo do gráfico.
Gráficos estão, para a APA, na mesma categoria de figura, diferentemente de tabelas, em que o título aparece em cima da tabela e não embaixo.
Dê, também, por favor, uma olhadinha na pág. 150 do material, em que eles explicam  o que uma tabela, figura devem ter para ser válida.
Eles tratam de autoria, explicando que na nota deve haver referência à tabela ou figura quando não for elaborada pelo autor.
Na pag. 151, eles explicam, claramente, que gráficos são figuras (ou seja, eles não usam o termo gráfico, propriamente dito).
Aguardo o seu feedback para que chegamos a um consenso sobre a uniformização dos gráficos bem como das fontes no caso de tabelas etc.
Qualquer dúvida, deixe um áudio pelo Zap.
Share on Facebook